Conecte-se conosco

Destaques

310 trabalhadores já foram demitidos esse ano em Santa Maria do Herval

29/05/2020 - 19h42min

Atualizada em 29/05/2020 - 19h48min

Maioria das demissões foi no setor calçadista - IMAGEM ILUSTRATIVA - (Créd. Cleiton Zimer)

Santa Maria do Herval – De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), desde o início do ano o município contabilizou 195 contratações e 310 demissões em todos os setores. Somente no mês de abril foram 116 demissões contra seis contratações. Dessa forma, o município fica, nesse primeiro quadrimestre, com um saldo negativo de 115. A maioria das demissões aconteceu no setor calçadista, seguido pelo frigorífico.

Muitos setores estão sendo afetados pela crise e, de acordo com o presidente do Sindicato dos Calçados de Herval, Elario Becker, o futuro dos calçados é incerto. O mercado interno da região é destinado, principalmente, para São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Quanto à exportação, vai para os Estados Unidos e mercado europeu.

Elario destaca que “se São Paulo voltar a abrir, quem ‘estiver vivo’, vai ter mercado interno para sobreviver. E se São Paulo ficar mais um mês ou dois fechado, as indústrias que ainda estarão abertas depois disso vão produzir a todo vapor. Isso é o que acompanho nas reuniões”, apontou.