Conecte-se conosco

Destaques

8 dos 11 infectados na região pelo coronavírus já estão curados

24/04/2020 - 07h22min

Uso de máscaras é uma das formas de evitar a doença. (foto:  Prefeitura de Dois Irmãos/Divulgação)

Região – O Ministério da Saúde atualizou no final da tarde de ontem os dados relacionados ao novo coronavírus no Brasil. Já foram registrados 3.313 mortes relacionadas ao Covid-19. Na quarta-feira eram 2.906, alcançando 8,2% a mais. Conforme a pasta, são 49.492 casos confirmados da doença. Na quarta eram 45.757, o que aumenta em 14%. Desse total, 25.318 já estão recuperados e 3.313 destes vieram a óbito e outros 20.861 estão em tratamento. A taxa de letalidade da doença no Brasil está em 6,7%. Foram 407 mortes a mais em comparação com a quarta-feira, 22.

No Rio Grande do Sul, o governo passou a divulgar nesta semana o número de pessoas consideradas curadas de Covid-19. Conforme o balanço da Secretaria Estadual da Saúde mais atualizado até o final da tarde da quinta-feira, 23, há 994 casos confirmados da doença, incluindo os 29 óbitos. No total, são 103 municípios do Estado que possuem casos registrados, os quais representam 71,4% da população total do Estado. São considerados curados aquelas pessoas que, após o diagnóstico, já passaram 14 dias sem sintomas.

Como pedir ajuda e como apoiar quem precisa de alimentos em Dois Irmãos

Um curado, um internado e um isolado em Dois Irmãos

Dois Irmãos teve a confirmação de três casos do covid-19. O primeiro paciente confirmado ocorreu no dia 20 de março, em um homem de 39 anos. Ele retornou de viagem e ficou em isolamento domiciliar e semanas depois, sem apresentar complicações, foi confirmada sua cura. O segundo caso é uma mulher que está em isolamento domiciliar e, segundo informações do secretário de Saúde, Afonso Bastian, seu quadro de saúde é positivo e ela deve “ganhar alta” em breve. Ela também viajou, assim como o terceiro caso, que é um homem que se enquadra no grupo de risco e cujo estado de saúde é o mais delicado. Ele está internado a cerca de duas semanas na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital de Novo Hamburgo.