Conecte-se conosco

Coluna Estância Velha

A eleição deve apresentar muitos nomes de jovens para vereador

16/01/2020 - 11h01min

O anúncio dos pré-candidatos do MDB foi como jogar sal no formigueiro. A notícia deu uma boa movimentada no cenário político, internamente claro, porque, oficialmente ninguém mais abriu o jogo. O que se sabe é o que um projeta e comenta as ações do outro.

14 CANDIDATOS

O certo é que cada partido tem que apresentar uma chapa com 14 candidatos a vereador, destes, 5 mulheres. E estes 14 candidatos precisam somar o coeficiente necessário para eleger um vereador, então não basta ter os candidatos, tem que ser bom de voto, sob pena de não eleger nenhum vereador, e ainda não ajudar a eleger o prefeito do seu partido.

RENOVAÇÃO

Tanto se fala em renovação que precisamos destacar a “safra” de jovens politizados que atuam na nossa cidade. Muitos deles devem colocar seus nomes à disposição na próxima eleição. Tirando o ímpeto juvenil que, às vezes, os fazem cometer alguns erros, temos alguns nomes a destacar. Argentino Lucas, Gregori Haag, Joabe Fontoura, Yuri Campos, e claro, os já declarados, pré-candidatos a prefeito André Fleck e Diego Francisco. Independente de cores partidárias, todos bons meninos, com muito que aprender, porém, com muito a nos ensinar. Previsão de bons debates pela frente. A cidade agradece.

GRINGO

Curiosa para que chegue março para saber qual o destino de alguns políticos. O Gringo, por exemplo, hoje um petista renegado pelo seu próprio partido, vai pra onde? Será que os partidos vão perder um cara bom de voto? Por enquanto ele diz que está se aposentando. Será que ninguém vai convence-lo a concorrer só para angariar votos? Façam suas apostas.

DJANGO

Outro que é certo que trocará de partido é o vereador Django, atualmente às turras com o MDB. Ninguém confirma, mas a sua proximidade com o vereador Carlos Bonne indica que ele assina com o PDT.

NA SURDINA

Nada se comenta, mas fiquei sabendo de cantinho que o PT anda se reestruturando e montando o seu time para concorrer em outubro. Pela movimentação sorrateira, acredito que o partido não deve apresentar representante para a disputa da Prefeitura. Mas, ainda poderemos ter surpresas neste quesito. O nome forte do partido é a vereadora Marcia Ribeiro. Será que ela trocaria uma “provável” reeleição por uma disputa à Prefeitura?

INVESTIMENTO?

Todo mundo da política sabe que tem candidato a prefeito já “investindo” pesado para montar sua nominata. Daí já se tira uma temperatura, ou vocês acham que esta pessoa não pretende “recuperar” este investimento de alguma forma? E de quem se vende então, o que esperar? Olhos bem abertos pessoal.