Conecte-se conosco

Notícias

Apedido: Associação elabora plano de contingência escolar para coronavírus para quando governo permitir retomada das aulas

22/04/2020 - 18h14min

Atualizada em 22/04/2020 - 22h25min

Estância Velha: retificando chamada da notícia do dia 22.04.2020, as diretoras de 8 escolas de Educação Infantil privadas estão organizando um protocolo de atendimento, em tempo de pandemia, para quando os órgãos governamentais aprovem, através de decreto, o retorno das atividades.

O plano de contingência elaborado pelo Ministério da Saúde descreve ações gerais para controle do SARS-CoV-2, que são baseadas em uma classificação de risco nacional. Em relação às escolas públicas e privadas, a única orientação contida neste documento se refere a responsabilidade do Ministério da Saúde em informar sobre as medidas necessárias na vigência do coronavírus, mas não houve oficialmente nenhuma comunicação detalhada sobre as ações que devem ser adotadas por estas instituições até o dia de hoje.

Diante da falta de informações específicas para escolas e grande preocupação dos gestores escolares neste momento, a Associação de Escolas de Estância Velha se baseou no Guia do Creche Segura para a elaboração de UM PLANO DE CONTINGÊNCIA ESCOLAR para coronavírus (para fazer o download do arquivo, acesse https://bit.ly/3csKLZZ) sugerido pela equipe do CRECHE SEGURA, que realizou uma revisão de diversos materiais nacionais e internacionais para nortear esta elaboração e acrescentou-se mais orientações/informações que são pertinentes e divulgadas por órgãos oficiais, como Ministério da Saúde na prevenção do coronavírus.

No momento, o nosso plano é interno e válido apenas para trocarmos ideias com demais escolas que fazem parte da Associação de Escolas de Estância Velha, para quando for autorizado a reabertura desses estabelecimentos pelo Governo ou entidades oficiais.

Para podermos divulgar as nossas medidas de prevenção precisamos aguardar as orientações oficiais dos órgãos responsáveis como Ministério da Saúde, Governador do Estado e Decreto Municipal, pois nestes documentos irão constar as orientações necessárias e obrigatórias para que possamos atualizar o nosso plano de contingência escolar não oficial.