Conecte-se conosco

Destaques

Aulas da rede municipal serão recuperadas de forma presencial em Dois Irmãos

05/04/2020 - 14h26min

Atualizada em 05/04/2020 - 14h27min

Escolas estão vazias e alunos em quarentena em casa (Cred. Cleiton Zimer)

Dois Irmãos – Com as medidas para evitar aglomerações e, assim, a propagação do coronavírus, todas as escolas de Dois Irmãos estão fechadas. Com isso, as escolas municipal, particular e estadual, e unidades da Fundação Assistencial de Dois Irmãos (FADI) estão com quase 8 mil alunos em casa. O decreto estadual é de que nenhuma escola e creche reabra antes do dia 30 de abril.

A partir desta segunda, a secretária de Educação, Denise Maldaner, com a equipe de apoio pedagógico da Semec, iniciarão o trabalho para planejar a recuperação das aulas. Diferente do estado e particular, os dias parados não estão contando como dia letivo e as aulas não ocorrem à distância. Cerca de 4.300 alunos de todas escolas municipais irão recuperar as aulas ao longo dos próximos meses. “Nós temos um entendimento diferente sobre a recuperação dessas semanas e acreditamos no ensino presencial. É um trabalho que estamos estudando desde o ano passado e os resultados da forma que optamos acredito ser a melhor maneira de levar a educação aos nossos alunos”, disse ela. O planejamento de recuperação deverá contar com aulas aos sábados e também corte no recesso de inverno. “Vamos planejar voltando às aulas com a data prevista, que é 4 de maio. Se houver mudança nisso, também vamos ter que alterar. Sabemos que o período é difícil, mas nas instituições de ensino é impossível manter um controle da aglomeração, pois as turmas são maiores e não há salas suficientes se fosse necessário fazer mais turmas. Na escola Primavera, por exemplo, temos mais de 600 alunos; seria inviável”, explicou ela, também ressaltando a rotina das escolas de educação infantil (creches) da FADI. “É mais complicado ainda, porque as crianças muitas vezes compartilham brinquedos, se abraçam e, além disso, haverá movimentação intensa nas unidades, para deixar e buscar as crianças”.

 

REORGANIZAÇÃO DAS FAMÍLIAS

Um dos questionamentos dos pais é de que se as indústrias e empresas maiores retomarem as atividades como farão com as crianças. “Infelizmente, neste momento, o Poder Público não tem como assistir as crianças, pois não podemos abrir alguns espaços para atender, pois geraria a mesma aglomeração. A orientação é de que haja a reorganização da família, como costuma ocorrer no período de férias”.