Dr. Aldir Luiz Knackfuss, clínico e pediatra

Por Dr. Aldir Luiz Knackfuss clínico e pediatra

A Asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas. Durante a crise de asma, os brônquios se inflamam e reduzem a passagem de ar, causando os sintomas de tosse, falta de ar, chiado e aperto no peito.
Ninguém sabe exatamente o que provoca asma, uma vez que cada pessoa apresenta uma sensibilidade diferente. Dessa forma, é importante entender o que causa seus ataques de asma e tentar reduzir a exposição a esses agentes ou buscar tratamentos mais adequados.

As pessoas com asma sofrem crises quando expostas a alguma substância transportada pelo ar, como ácaros e poeira, poluição, pólen, mofo, pelos de animais, fumaça de cigarro e partículas de insetos. Substâncias químicas como tinta, desinfetantes e produtos de limpeza também podem desencadear uma crise. Quando aspirados, esses agentes irritam os brônquios, levando a uma crise. Infecções virais, como o resfriado comum ou a gripe, também constituem causa importante para o desencadeamento de uma crise de asma.

O choque de temperaturas é uma mudança bastante agressiva para quem tem as vias respiratórias mais sensíveis. A mudança do calor para o frio pode desencadear uma resposta na mucosa brônquica podendo desencadear as crises.

Prevenção e controle são a chave para impedir que os ataques de asma comecem. As medicações de uso contínuo servem para minimizar a sensibilidade e a inflamação as quais os brônquios da pessoa asmática estão sujeitos, fazendo com que os pulmões reajam com menos intensidade aos agentes irritantes, como poeira e ácaros.