Malharias fomentam a economia e impulsionam o turismo

Porta de entrada do município para quem se dirige a Serra Gaúcha, a localidade de Nova Vila abriga empresas de referência, com ênfase na fabricação de malhas e de schmier. A prefeitura não dispõem de dados estatísticos que mostrem quantos postos de trabalho os dois setores geram ou o que representa em torno de retorno de tributos, mas reconhece sua relevância para o desenvolvimento. “São dois setores com grande importância para Presidente Lucena. Das cinco maiores empresas em termos de arrecadação, uma é indústria de schmier e duas são malharias”, destaca o secretário da Fazenda e Planejamento, César Alberto Karling.

“As malharias sempre tiveram papel muito importante, principalmente logo após a emancipação e nos primeiros anos do município, quando o setor calçadista entrou em declínio”, observa Karling. Segundo ele, as malharias absorveram muita mão de obra das fábricas de calçados e tiveram papel fundamental na sustentação econômica local. “Graças as malharias e fábricas de schmier a localidade de Nova Vila se destaca no cenário econômico do município”, complementa.

O secretário destaca que as malharias também são importantes para o turismo, considerando que são excelente opção de compras para os visitantes. “Nossas malhas não perdem em nada quanto a qualidade e preço para os produtos vendidos na Serra. Os turistas não precisam se dirigir à Serra quando procuram produtos de qualidade com ótimos preços. Ele cita que atualmente há quatro malharias instaladas em Presidente Lucena, enquanto que em 2010 eram três e todas têm mantido praticamente estável o número de empregos.

Uma doce paixão

A relação da schmier com a economia local, de acordo com o secretário, remete ao início do desenvolvimento econômico de Presidente Lucena. Nas décadas de 70 e 80 a schmier colonial passou a ser produzido em escala comercial e a alavancar a economia das famílias que a produziam. “A schmier passou a ter papel de imensa importância para a população por ser produto de rápida geração de renda e crescimento da economia. Tal sua importância, que no início da década de 80 havia mais de 30 pequenas indústrias coloniais produzindo e vendendo o produto para municípios vizinhos, região da serra e região metropolitana. Por muito tempo a schmier foi um dos principais, se não o principal produto de geração de renda para as famílias lucenenses, que têm vínculo intenso com a a fabricação do doce, estando presente na mesa da maioria dos munícipes e sendo responsável pela geração de emprego e renda”, aponta o secretário.

Ele cita que em 1997 Presidente Lucena passou a realizar a festa da emancipação atrelada ao produto que por muito tempo foi o pilar da economia, a Schmier Colonial, realizando assim a primeira edição da Schmierfest. A festa foi realizada anualmente até 2001, quando passou a ser realizada de dois em dois anos. A Schmierfest é a maior festa do município e a cada edição aumenta seu número de frequentadores que durante os três dias de realização chega a atrair público sete vezes maior que a população do município.

A relação da schmier com a economia local remete ao início do desenvolvimento econômico de Presidente Lucena