Evite amontoar as peças para não mofar, opte por dobrá-las e deixá-las em ambiente arejado

A chegada das baixas temperaturas exige o uso de cobertas e roupas que estiveram guardadas por muito tempo, causando cheiro ruim na maioria das vezes. A dica de Jairo Breyer, proprietário de lavanderia, é evitar lavar com produtos domésticos, optando por serviços profissionais que, além de equipamentos adequados, conta com produtos específicos para este fim. Tão importante quanto o uso do produto adequado é a secagem das peças feitas com secador ou em estufas. “Ne sempre o cheiro forte só lavando apenas com produtos domésticos”, aponta.

Peças em couro ou outras com manchas de mofo também devem ser lavadas em empresa especializada. É um tipo de item que precisa também ser tratado e hidratado, para que se retire o mofo que é um fungo que se alimenta da umidade.

Recomenda-se lavar em lavanderias peças como tapetes, cortinas, roupas de cama como cobertores e edredons, e roupas com mofo, as deixando prontas e cheirosas para usar no inverno e nas demais estações, provocando uma sensação deliciosa. A maioria dos de mofo é resolvido na lavanderia com uma boa secagem, que é muito importante para combater os fungos. O ideal é serem lavadas por profissionais principalmente pelas técnicas e pelo tipo de equipamento adequado que usam, especialmente para a secagem.

Truques que eliminam mau cheiro

Sabe aquelas receitinhas de avó que fazem verdadeiros milagres na limpeza das roupas e da casa. A Personal Organizer, Elaine Rosa, é adepta dessas receitas e ensina a tirar cheiro ruim de casa usando maça com cravo, folhas de hortelã, pozinho de gelatina (de cheirinho bom) que pode ser acomodado em saquinhos e distribuídos pelo ambiente.

Como profissional do ramo, diz que só manda lavar fora o que não consegue lavar. “As vezes o cheiro nem é tão importante quanto a qualidade da lavagem “,observa. Elaine diz que não se considera uma pessoa consumista, por isso não investe em embalagens especiais como sacos e caixas para armazenar as roupas. “É até uma questão cultural”, opina ela que tem oi hábito de guardar as roupas em cabides, dentro de roupeiros arejados e limpos.

Evitando o mofo

Para evitar que as peças mofem ou fiquem com mau cheiro, Jairo aponta que o segredo é armazená-las de forma que fiquem arejadas e não acomodá-las em sacos fechados. “É preciso evitar a umidade e aproveitar sempre os dias de sol para arejar a casa”, ensina. Outra dica do profissional é sempre deixar as peças em locais secos.

Nesta época do ano os tapetes costumam estressar as donas de casa devido ao mal cheiro. Ficam molhados quando a gente chega da rua com os calçado úmido, ficam úmidos com a casa fechada e até mesmo com cheiro ruim por causa do xixi do cachorro. Quando isso ocorre,o melhor é procurar uma boa lavanderia, que use produtos e máquinas especificas e as estufas, indispensáveis para uma boa secagem