Conecte-se conosco

Notícias

Chuva retorna na próxima semana e frio chega com força à região

14/05/2020 - 09h25min

Região – Após dois dias de chuva, cuja precipitação passou dos 60 milímetros em grande parte da Encosta da Serra, o tempo deverá dar uma breve folga para a chegada de um frio intenso. Entretanto, já na próxima semana, uma nova precipitação deverá ocorrer e afastar ainda mais os efeitos da estiagem. Este é o prognóstico de institutos climáticos como a Estação Climatológica de Campo Bom.

Conforme o meteorologista chefe da estação, Nilson Wolf, a entrada de uma massa de ar polar nesta madrugada deverá afastar a nebulosidade e a chuva, trazendo uma onda de frio à região. A partir da próxima quarta-feira, 20, o retorno das nuvens de chuva tratá mais um alento para os rios, arroios e açudes, com cerca de 30 milímetros de precipitação.

De segunda até ontem, choveu mais da metade da média mensal para maio, além de ser a maior chuva em volume registrada na região desde o dia 5 de novembro. Entretanto, de acordo com Wolf, os indica mostram que maio, junho e julho deverão ter precipitação abaixo da média. “Mas isso não significa a volta da estiagem”, destacou. “A seca ainda não acabou, mas, aos poucos, as chuvas voltam a aliviar a situação”, completou.

Maio sem “veranico”

Ainda segundo o meteorologista, o frio deverá dar as caras mais drasticamente já neste final de semana. “A partir de amanhã, a temperatura mínima no Vale dos Sinos deve ficar abaixo dos 5 ºC e entorno dos 0 ºC na Região das Hortênsias”, comentou.

Além disso, a tendência é de que as temperaturas de maio fiquem abaixo da média. Esta previsão deverá ocorrer também em junho e julho. “Os indicativos não estão sinalizando que possam haver vários dias de calor no mês, ou seja, possivelmente não teremos o tradicional veranico de maio”, afirmou. “A tendência é de que o mês seja bastante frio”, prosseguiu.

Agricultura no frio

Com os produtores ainda sofrendo com os impactos da estiagem e agora com a chegada do frio, a Emater emitiu uma recomendação aos agricultores da região para a preparação do próximo ano agrícola. Conforme a entidade, neste período também é recomendado o plantio das plantas de cobertura, como a aveia preta, espécie com boa produção de biomassa para proteção dos solos, considerada uma planta recuperadora. Além disso, nos pomares podem ser realizadas podas de limpeza, e aplicado produtos a base de enxofre.