“O Flamengo está de luto”. Foi com essa frase, postada em uma imagem com fundo preto e o símbolo da esquie, que o clube carioca fez sua primeira manifestação oficial após o incêndio que destruiu parte do seu Centro de Treinamentosconhecido popularmente como Ninho do Urubu, e deixou 10 mortos na madrugada desta sexta-feira. A tragédio, que vitimou jovens entre 14 e 17 anos, chocou o mundo do futebol e times de diferentes países usaram as redes sociais para se solidarizar com o rubronegro. Do Brasil à Europa, mensagens de apoio foram postadas em uma rede de solidariedade.

O Grêmio disse que “a sexta-feira amanheceu triste com a notícia da tragédia no Ninho do Urubu”. “Manifestamos nosso sentimento e nossa solidariedade aos familiares e amigos das vítimas, bem como ao @Flamengo e seus torcedores. #ForçaFlamengo”, postou o clube em seu Twitter.

Na mesma plataforma, o Inter disse: “Estamos consternados com o trágico incêndio ocorrido no Ninho do Urubu, o CT das categorias de base do @Flamengo. Manifestamos nossa solidariedade ao clube, à torcida e aos familiares e amigos das vítimas neste momento de dor”.

Principal adversário do Flamengo, com quem disputaria o clássico neste sábado (a partida foi cancelada), deixou a rivalidade de lado. O Tricolor também disse que não há clima para treino. “As atividades do dia foram canceladas. Jogadores e membros da comissão técnica se solidarizam com as vitimas e familiares da tragédia que aconteceu no Ninho do Urubu. O Fluminense Football Club decretou luto oficial de três dias”, anunciou. O Botafogo e o Vasco, outras importantes equipes do Rio, também se manifestaram e disseram que os treinos foram cancelados.

 

Comoção Internacional

Além de extrapolar a rivalidade das quatro linhas, a tragédia também atravessou o oceano. Clubes estrangeiros também demonstraram apoio ao Flamengo neste momento de luto, da América à Europa.