Bombeiros

Aqui não vai nenhuma crítica ao corpo de bombeiros ou quem trabalha nele. Mas o que aconteceu na manhã de quarta-feira merece registro para termos uma ideia melhor sobre a situação atual do Brasil. Na verdade, do Brasil não, mas da coisa pública no Brasil. Estamos no fundo do poço. Quando o Estado doa um caminhão de bombeiros fecha-se até rua para comemorar a chegada do caminhão. É um negócio tão raro conseguir um caminhão que as autoridades locais e o próprio pessoal do corpo de bombeiros comemora à exaustão. Na verdade, não deveria ser assim. A doação de um caminhão para o corpo de bombeiros deveria ser a regra e não a exceção. Mas como o Estado brasileiro está falido, quebrado, pois não tem mais nem dinheiro para pagar a folha de pagamento, quando se consegue um caminhão tem que fazer festa mesmo e soltar foguetes porque trata-se de um milagre. Pobre Brasil. Cada vez mais gente se convence que a única saída para o Brasil é o aeroporto.

POR POUCO

A “conquista” do caminhão quase foi por água abaixo. Tudo porque a única exigência do governo do Estado foi que tivesse uma garagem para guardar o caminhão. E no endereço do corpo de bombeiros de Ivoti não tinha uma garagem coberta conforme a exigência. O prazo para ter a garagem pronta era de poucos dias e aí o pior aconteceu. O fiscal da Prefeitura não liberou a construção da garagem. Coisa barata, só botar um telhado e pronto. Implicaram com recuo e coisa e tal. Não dá para se queixar da fiscalização. Se eles põem minhoca é porque a lei está do lado deles. O que se faz num caso desses? Mudar a lei. É só encaminhar projeto para a Câmara, pedir para os vereadores aprovar a toque de caixa e pronto. Afinal, o caminhão não podia ser perdido por causa da omissão da Prefeitura.

SALVOU A PÁTRIA

Quem salvou a pátria foi a vereadora Marli Heinle Gehm. Ela é uma espécie de madrinha do corpo de bombeiros de Ivoti, que atende também Lindolfo Collor e Presidente Lucena. Marli foi a luta para não perder o caminhão. É que o Executivo Municipal estava cético com relação a mudar a lei. Meu Deus do céu. A lei existe para ser mudada. O que está havendo com o município de Ivoti. Foi inundado pelo mar da nojenta burocracia da máquina pública que tanto prejuízo traz para a população. Quase corremos o risco de perder um caminhão que vale centenas de milhares de reais por causa de um artigo da lei sobre construções. Aleluia! Não fosse Marli e talvez a paralisia que tomou conta da Prefeitura de Ivoti teria sido desastrosa. Desse jeito tem que fechar mesmo uma rua e comemorar a chegada de um caminhão como se alguém tivesse ganho a mega sena.

VAMOS LÁ

Bem, vamos lá que a reforma da Previdência deixe mesmo de fora os Estados e Municípios. É o fim da picada. Realmente o país não toma jeito. O brasileiro vai votar para botar lá cafajestes que só pensam neles mesmos. Não estão lá para fazer o certo, justiça social. Não, eles estão lá só pensando em se reeleger. A justificativa de que no ano que vem é ano eleitoral soa a um verdadeiro deboche. Acabaram de tomar posse há 5 meses. Se for confirmada a reforma capenga, como ficam os funcionários públicos municipais. Gozando de benesses que a maioria vai perder. Ou a Prefeitura e a Câmara Municipal farão a sua parte e mudarão o regime jurídico. Vai ser uma boa discussão daqui por diante. Uma nação só é uma nação se todos forem iguais e não uns mais que os outros.