Castração de animais domésticos gratuita para pessoas de baixa renda

Um grande e, sem dúvida, importante avanço para o município. O Herval vai realizar a castração e implantação de microchip de forma gratuita em animais domésticos (cães e gatos).

Os procedimentos são APENAS para pessoas de baixa renda, ou seja, que se enquadram no Bolsa Família e que tenham sua inscrição no Cadastro Único atualizado.

COMO PARTICIPAR

Os interessados devem inscrever seus animais no dia 4 de novembro, das 7h às 13h, na Prefeitura, e devem portar documento de identidade, comprovante de residência e carteira de vacinação do animal (se tiver).

O agendamento das cirurgias será feito de acordo com a ordem de chegada. E, IMPORTANTE, serão oferecidos no máximo dois procedimentos cirúrgicos por grupo familiar.

Mais informações pelo 3567-1001, ramal 202, das 7h às 13h.

FAÇA SUA PARTE

A vacina é gratuita, como já vimos, para pessoas de baixa renda. Mas faça você também sua parte. Ter um animal significa amor e, também cuidado. Afinal é um ser vivo, e a responsabilidade é sua.

Se não quer ter esse compromisso, não os tenha. Vacine-os, mantenha em um local adequado (não preso a uma corrente e, tampouco, solto na rua), alimentados e bem cuidados.

INSISTÊNCIA E PERSISTÊNCIA

É preciso, sim, destacar a importância dessa ação, afinal, é uma questão de saúde pública que, até hoje, nunca foi devidamente valorizada pelas autoridades.

E quem fez acontecer? A população!

Sim, se não fosse a insistência e a persistência de quem visualizou essa necessidade, provavelmente, nem teria se tornado pauta e, tampouco, se transformado em lei.

VALE DE EXEMPLO

Isso vale de exemplo. Mesmo que, em alguns momentos, tenhamos repúdio pela política, temos que entender que, querendo ou não, ela é o caminho para fazer as coisas acontecer.

Temos que estar presentes, fiscalizar, cobrar resultados, afinal, seja qual for o cargo, desde vereador a presidente, são os nossos funcionários e nos devem satisfação.

FEBRE AFTOSA

Começa hoje a 2ª Campanha contra a Febre Aftosa e, indo direto ao ponto, quem não vacinar será autuado e poderá ter sua propriedade interditada. Todos os bovinos ou búfalos de 0 a 24 meses de idade devem ser vacinados.

Cada produtor é responsável pelo seu rebanho. A vacina deve ser adquirida em pecuária conveniada e aplicada pelo próprio produtor. A nota deve ser apresentada dentro do prazo para a inspetoria veterinária, na Secretária da Agricultura.

PODE SER A ÚLTIMA

O Rio Grande do Sul está há mais de 15 anos livre da Aftosa, pois sempre focou muito nas campanhas. Se tudo ficar bem, a partir do ano que vem, não será mais necessário vacinar, o que é ótimo, pois a carne no exterior é muito mais valorizada sem a vacina.

Claro, a retirada da vacina também preocupa, afinal, pode abrir portas para que a doença, novamente, se prolifere.