Conecte-se conosco

Coluna Dois Irmãos

Dois Irmãos: o gráfico de “morros” mostra como podemos nos salvar do Coronavírus!

Para poupar seu tempo, a coluna toda hoje diz apenas o seguinte: fique em casa. Se você ficar em casa, não vai pegar e nem passar o novo Coronavírus para ninguém, então, o sistema de saúde vai continuar com capacidade de salvar vidas. Caso contrário, vai ter mais doente do que hospitais e aí a tragédia será gigante!

Olhe bem para este imagem: consegue entender o que é este “pico”, este “morro”, este “monte”?

PICO

Talvez você já esteja farto de ver esta imagem. Mas vamos falar disso mesmo assim. Primeiro, porque é um gráfico diferente, uma explicação diferente, para ajudar quem ainda não entendeu, a entender. E acho que, pela quantidade de gente passeando nas ruas, alguns ainda não entenderam o perigo do Coronavírus.

Mesmo que para você pareça impossível alguém não ter entendido, entenda que, no jornalismo, estamos lidando com vários tipos pessoas, não só na idade, na classe social e na rapidez de entendimento. Então, por favor, presta atenção:

Nesta primeira imagem (acima) você está vendo um gráfico. Se você não entende de gráfico, não tem problema, apenas me diga se você está vendo um morro, um pico, o cume de um monte!

Na esquerda colocamos (simbolicamente) alguns números. Digamos que, de 0 a 10, a capacidade do sistema de saúde é de atender somente 2 pessoas ao mesmo tempo. Então, se 10 pessoas precisarem de atendimento médico, terá somente para 2. Ou seja, outros 8 vão morrer. Estes 8 poderiam ser salvos por um simples respirador, mas não terá! Porque o Brasil não aprendeu a lição de 2010, quando deu a pandemia do H1N1! Duvido que estruturaram melhor os hospitais! Nem álcool gel ou máscara tem pra um mês! Enfim, reclamar do leite derramado não adianta, vamos nos salvar!

PULO DO GATO

Então, a pergunta que não quer calar: qual o pulo do gato? O que fazer para não acontecer isso?

RESPOSTA

É só retardar o pico da pandemia. Ou seja, ficar em casa, contagiar menos pessoas, então, em vez de 10 pessoas pegarem este vírus em um mês, vão ser só 2 ou 3 pessoas. É isso que diz a imagem abaixo: retardar o morro (o pico), ou seja retardar a curva. No frigir dos ovos, digamos, as 10 pessoas podem ser contaminadas do mesmo jeito, são não pode ser na mesma semana ou mesmo mês. Se for mais espaçado, o sistema de saúde poderá atender a todos. Este é o pulo do gato! Não será uma catástrofe, de todos ficarem doentes ao mesmo tempo e faltar atendimento, mas, sim, ficarem doentes a tempo do serviço de saúde poder atender a todos. Acho que ficou bem didático e todos podem entender! Isso não inclui os idosos, estes não podem nem encostar a mão no portão! Esta é a mensagem positiva do dia: os morros.

O morro alto (a esq.) vai acontecer se ninguém se cuidar: 10 vão ficar doentes e só 2 vão ser salvos. Mas se todos ficarem em casa e se cuidarem, os 10 vão ficar doentes, porém, ao longo meses, com isso, o sistema de saúde vai salvar todos que precisarem (morro menor, à direita)