Conecte-se conosco

Coluna Nova Petrópolis

A ação social da Luz da Serra em prol da Polícia Civil

13/07/2020 - 10h25min

Na semana passada teve início uma ação social em que a empresa Luz da Serra oferece ajuda substancial à Polícia Civil de Nova Petrópolis. O objetivo é modernizar parte da rede de computadores da delegacia e, para tanto, estima-se um investimento de R$ 15 mil. O dinheiro será obtido a partir de doações feitas durante o programa do especialista em prosperidade e diretor de conteúdo da Luz da Serra, Bruno Gimenes, no YouTube. O programa “Prosperosfera Meio Dia” trata sobre prosperidade, propósito e missão de vida. Desde o dia 8, os espectadores podem fazer doações através de super chat, com valores entre R$ 2 e R$ 1.000. Só no primeiro dia já foram arrecadados cerca de R$ 2.000 para a Polícia Civil. Quem quiser contribuir só precisa acessar o canal de Bruno Gimenes no YouTube enquanto o “Prosperosfera Meio Dia” está no ar para fazer a doação ao vivo.

457 MIL INSCRITOS
O canal de Bruno Gimenes no YouTube tem 457 mil pessoas inscritas, número que demonstra bem a envergadura desta ação social realizada pela Luz da Serra em favor da nossa Polícia Civil. Quem ganha é a segurança pública, em especial, e a comunidade de um modo geral.

UM X VERMELHO
Seguindo na área de segurança pública, temos mais uma ação importante em andamento. Ela trata de um problema gravíssimo, que é a violência doméstica e familiar. O isolamento social pode ter agravado esse problema duplamente, fazendo aumentar o número de casos e dificultando ainda mais o acesso das vítimas às autoridades. Sabe-se que a denúncia sempre foi uma dificuldade neste tipo de violência. Pensando nisso, um grupo de mulheres criou o sinal do X vermelho na palma mão. Se a vítima for a uma farmácia e mostrar o sinal, a ajuda será providenciada de forma discreta e segura pelos atendentes. Praticamente todas as farmácias de Nova Petrópolis já aderiram, segundo a vereador Kátia Zummach (PSDB), uma das idealizadoras da ação.

AS ESTATÍSTICAS
Levantamento feito pelo Diário há algumas semanas mostra que, na média, a violência doméstica diminuiu na região durante a pandemia. Mas, em Nova Petrópolis, as estatísticas mostram o contrário. Em janeiro e fevereiro de 2020 a cidade teve 10 casos de violência contra mulheres. Em março, abril e maio foram 17. É verdade que estão sendo comparados dois meses contra três. Mesmo assim o agravamento é perceptível. E o que pode vir depois da agressão? Um levantamento feito pelo jornal Pioneiro com os municípios da Serra mostra que o número de feminicídios dobrou no primeiro semestre de 2020, na comparação com o mesmo período de 2019. Foram três assassinatos no ano passado e seis neste, incluindo uma vítima em Nova Petrópolis no mês de janeiro.

FOI UM ASSALTO
Muitos pagadores de pedágio se consideraram assaltos há alguns meses quando a EGR resolveu recapear a Av. 15 de Novembro. Aparentemente o asfalto ainda estava bom, daí os muitos questionamentos. Ao se explicar, a EGR divulgou algumas fotos mostrando pequenas rachaduras na pista. Essas rachaduras seriam um problema que se agravaria rapidamente, dando origem a defeitos piores. Vá lá, então… Só que agora, terminado o recapeamento, é muito fácil encontrar o mesmo tipo de rachadura no asfalto novo.

Por Francis Jonas Limberger

[email protected]om

WhatsApp: (51) 99888-1830

LEIA OUTRAS COLUNAS RECENTES DE NOVA PETRÓPOLIS

“Complexo de Hermann”, o conceito clássico de burocracia

Corsan debocha da Câmara de Vereadores de Nova Petrópolis

A Lei da Liberdade Econômica de Nova Petrópolis

Conteúdo EXCLUSIVO para assinantes

Faça sua assinatura digital e tenha acesso ilimitado ao site.