Conecte-se conosco

 

Panela de Pressão

Muito se critica a figura do presidente da República pelo fato de ele ser direto e objetivo

Em outras palavras, não tem papas na língua e fala o que pensa sem muitos rodeios para o bem ou para o mal. Ser impulsivo como ele é na maioria das vezes causa mais problemas que soluções. Ele dá entrevistas na saída do Palácio Alvorada, o que nenhum dos presidentes que o antecederam fizeram. Lula e Dilma, por exemplo, não se submetiam a perguntas de repórteres de jeito nenhum. Bolsonaro para na frente de 30 repórteres e fica meia hora respondendo as perguntas. É evidente que derrapa volta e meia. Mas no caso do preço da gasolina ao provocar os governadores ele tem razão. Bolsonaro respondeu uma pergunta sobre o preço da gasolina e botou o dedo na ferida. Disse que ele tiraria todos os impostos federais se os governadores topassem tirar o ICMS do preço da gasolina. Ele acertou na mosca ao lembrar a população que é ignorante no assunto (que são 99,9% do total), que os Estados tem muito a ver com o preço nas nuvens dos combustíveis no Brasil. Os impostos federais somam 15% e o ICMS de 25 a 30% do preço final. Sinceramente, num país sério os governantes seriam presos se a gasolina saísse da refinaria para o posto de gasolina custando R$ 1,80 o litro e o consumidor teria que pagar R$ 4,70. A Petrobras cobra hoje R$ 1,80 o litro da gasolina e quanto nós pagamos todo mundo sabe. Porque tanta diferença?

GREVE

Quando Bolsonaro fez a provocação, todos os governadores sentiram o golpe e responderam para o presidente mas não explicaram nada a não ser o óbvio, que todo mundo sabe. Vocês se lembram em maio de 2018, por ocasião da greve dos caminhoneiros que paralisou o Brasil, quem pagou o mico foi o presidente Temer, que teve que encarar de frente a paralisação e negociar com os caminhoneiros. O preço da gasolina foi só o estopim na época, porque se protestou contra tudo. Onde estavam os governadores? Quietinhos no seu canto, sem abrir o bico e ninguém falou neles. O governo federal ficou quieto porque ninguém quer brigar com ninguém. Com Bolsonaro é diferente e agora os governadores estão acuados. Alguém cuja voz vai longe e chega no povo disse o que ninguém fazia. Aqui no Rio Grande do Sul o ICMS sobre o preço da gasolina é de 30%, direto, na veia de todos nós. Isso não explica sozinho porque a gasolina sai por R$ 1,80 da refinaria e chega a nós por R$ 4,70. Um aumento de 160%.

CULPA

No início do governo Bolsonaro e lá já se vão 14 meses, falou-se muito em tirar as distribuidoras do caminho da gasolina da refinaria até chegar em nós. Até agora nada aconteceu. Nisso o governo do presidente Bolsonaro tem culpa no cartório. Parece que Paulo Guedes esqueceu do assunto. As distribuidoras são empresas que só existem para carregar a gasolina na Petrobras e entregá-la nos postos. E 30% do valor da gasolina fica por conta disso. Elas respondem como BR Distribuidora, Esso, Ipiranga e por aí vai. Em nenhum país sério é assim. Os próprios produtores de álcool não podem vender para o posto direto e são obrigados a vender para a Petrobras. Vamos desarmar esta bomba relógio porque o povo tá cansado de pagar R$ 4,70 o preço da gasolina, quando nos EUA não custa nem R$ 2,00.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *