Conecte-se conosco

Coluna Nova Petrópolis

Como é bom ver a comunidade envolvida em mutirões

Sábado um grupo de moradores, com apoio de funcionários da Prefeitura, fez um mutirão para limpar o lago que fica na praça do bairro Bavária. Aquele é um lugar problemático e será muito bom se a ação servir para melhorar a situação do lago. Mas o importante neste especto não é tanto o lago e sim o mutirão. Mutirões são demonstrações plenas daquilo que a nossa sociedade tem de melhor. O formato atual daquela mesma praça é o resultado de um mutirão. Foi no ano de 2015, se não me engano. Naquela mesma época, houve um mutirão numa praça do Pousada da Neve. Este bairro, aliás, através de sua associação de moradores, tem forte tradição no trabalho coletivo. Mais recentemente, no ano passado, acompanhei um mutirão de pais arrumando o pátio da Escola Luiz Loeser, na Vila Olinda. Eu sei que cada bairro teria uma história para contar sobre mutirões. Que bom! Onde existe um mutirão, boas coisas estão acontecendo…

NA FRENTE DE CASA

Mutirões da comunidade sempre me fazem lembrar de uma máxima que tive a sorte de acompanhar um pouco na infância. Cada morador, seja da cidade ou do interior, tinha presente a ideia fixa de que na frente de casa, a limpeza e a manutenção eram sua responsabilidade. Ter uma calçada com um canteiro tomado pelo inço, por exemplo, era motivo de vergonha para o morador. Não importava se ali havia uma falha do poder público. Ninguém admitia ter uma frente de casa mal cuidada. Hoje infelizmente esse ponto de vista está desaparecendo.

ALERTA SOBRE PODAS I

Obvio que este bom sentimento não está totalmente acabado. Aqui e ali veem-se pessoas preocupadas com a frente da casa em que moram. E não lhes custa muito botar a mão na massa. Neste intuito, há aqueles que acabam fazendo a poda das árvores do passeio público por conta própria. Mas atenção: trata-se de uma prática não recomendada pelo Horto Municipal. E por que? Porque já há algum tempo a equipe do horto está adotando as melhores técnicas para proceder com as podas das árvores em áreas públicas. E o resultado é árvores mais sadias, com mais sobras e mais floridas. Um exemplo recente pôde ser visto na Av. Padre Afonso Theobald.

ALERTA SOBRE PODAS II

Bom, se o morador não pode fazer ele mesmo a poda das árvores que ficam na frente da sua casa, como fica? De acordo com a Prefeitura, a equipe de poda do Horto Municipal passará em todas as ruas, realizando o trabalho. Acho que vale um voto de confiança neste trabalho que está em andamento.

REFERÊNCIA

Segunda-feira o jornal Fato Novo trouxe a notícia de que o município de Montenegro planeja a concessão de dois pontos turísticos. São eles o Parque Centenário e o Balneário Municipal conhecido como “Baixio”. De acordo com o jornal, o modelo de concessão do Parque Aldeia do Imigrante, em Nova Petrópolis, é uma das referências em estudo pela Prefeitura de Montenegro para o projeto que envolverá o Parque Centenário. É certo que a concessão ocorrida aqui há dois anos não é a primeira e com certeza há outros projetos de envergadura maior. Mas, entre as muitas concessões que aconteceram recentemente, a do Parque Aldeia do Imigrante é uma das únicas a já apresentar resultados sólidos. Em menos de dois anos, o atrativo turístico já conta com muitas melhorias e o faturamento com bilheteria está crescendo.