…menos do que há 20 anos

Sou obrigado a tecer mais um comentário sobre a placa de sinalização que a Prefeitura colocou no início da subida para a rua José de Alencar no centro de Ivoti. É insuficiente. A solução para o problema mesmo seria a colocação de duas placas. Uma para quem vem do bairro Palmares e outra para quem vem em sentido contrário. Do jeito que a placa ficou, os motoristas a vêem quando já estão dentro da rótula e se encaminhando para a subida em aclive acentuado como diz a placa. Aí eles não tem mais tempo de parar e voltar se fosse o caso. Na verdade, o que precisa ali é literalmente proibir a passagem de carretas pesadas que correm o risco de não conseguir subir como já aconteceu inúmeras vezes. Neste ponto o município peca muito.

INCOMPETÊNCIA

Desde que me conheço a sinalização de Ivoti é insuficiente. Não sei se os prefeitos não fiscalizam direito e deixam os subordinados fazer qualquer coisa ou se os responsáveis são ruins mesmo. Acho que é as duas coisas. O prefeito não fiscaliza e nem tem tempo e os responsáveis não tem a mínima capacidade para fazer o trabalho por conta própria. Acaba saindo mal feito. Na própria Castro Alves ou para quem vai em direção a Coloônia Japonesa, tem placas de sinalização que só se consegue enxegar usando uma lupa. Elas tem que ser maiores, para que se enxergue ao longe o que estão indicando. Na semana que vem vou colocar uma foto na coluna para mostrar como são as placas. De doer!

MEL

Não nos esqueçamos da Feira do Mel neste fim de semana. A previsão é tempo bom e muito frio. Um tempo sob medida para o segundo fim de semana de sucesso da Feira. O que a Prefeitura precisa fazer com urgência são investimentos para valer na estrutura do Núcleo, um local privilegiado pela natureza mas que se ressente de melhor estrutura no momento dos grandes eventos. O principal deles estacionamento e banheiros suficientes para receber um grande público. O negócio é não ter medo de ser feliz. Alguém que foi o prestigiado Cláudio Neis teve a ideia de fazer a Feira quando Maria era a prefeita e 13 anos depois o evento atinge a maioridade. No domingo passado a fila de carros começou próximo ao Eskinão Lanches. Isto não pode acontecer. Para resolver ou pelo menos melhorar o quadro tem que invetir pesado no Núcleo.

DISTRITO INDUSTRIAL

Uma boa notícia é que finalmente o distrito industrial da Colônia Japonesa começa a ganhar contornos de sair do papel. Quase não dá para acreditar uns 15 anos depois de ter sido lançado o primeiro da 48 Alta que não saiu do papel, que é uma coisa que dá vontade de chorar. Por politicagem, acabou não saindo do papel. Ivoti não merece isso. Mas o da Colônia Japonesa saiu do papel e agora é uma realidade. Uma empresa está se instalando e outras 10 tem 30 meses para se instalar a partir do dia 28 de maio, data em que o município receberá a Licença para Operação do distrito industrial. Sem dúvida, uma boa notícia para o município, que tanto se ressente de crescer mais e estagnou nas duas últimas décadas em termos de PIB. A população até cresce por causa das pessoas de fora que vem morar aqui. Mas produzimos menos do que há 20 anos.