Picada Café

Por: Jair Heylmann

PROJEÇÕES

O prefeito Daniel Rückert reuniu o secretariado na semana para avaliar o ano que passou. Contas fechadas, números e expectativas. Estiveram presentes os secretários e o vice Luciano. O prefeito apresentou os números e prevê instabilidade econômica e incertezas no cenário que se avizinha. Em 2017, a entrada de recursos ficou cerca de R$ 2 milhões abaixo do previsto.

CONTROLE DE DESPESAS

O controle das despesas e a reserva técnica fizeram com que fosse possível manter os serviços básicos funcionando, assim como os pagamentos de fornecedores e funcionários. Para 2018, a possibilidade de cortes e fechamento de estruturas não está descartada. “Como pessoas otimistas que somos acreditamos que vamos conseguir manter tudo o que oferecemos à comunidade”, salientou o prefeito.

PRODUÇÃO EM ALTA

O que anima um pouco é ver algumas de nossas empresas com produção em alta. As empresas estando bem, significa aumento na arrecadação. Para o prefeito, o município está fazendo o “dever de casa”. “O mais importante é que estamos fazendo o dever de casa, seja no controle dos recursos que temos como também nos investimentos pontuais que visam ganhar em eficiência da máquina pública”, detalhou. Aliás, o prefeito voltou a exigir cautela dos secretários e que todos evitem gastos desnecessários. São coisas que não precisam ser lembradas. Na verdade, a administração nada mais é que uma família. O pai e a mãe são o prefeito e o vice, que buscam orientar os filhos a apenas fazerem os gastos necessários.