Todos nós temos um pouco de colono

A maioria dos leitores dessa coluna, assim como eu, carrega no seu sangue a agricultura. Apesar de muitos não trabalharem mais na roça, temos em nós a essência de colono. Nossos pais e nossos avós trabalharam no sol, na chuva, no calor e no frio, se dedicando incansavelmente para plantar, para regar e para colher o futuro que, hoje, vivenciamos.

DIA DO COLONO

Nessa quinta-feira, então, nós comemoramos o Dia do Colono, mas essa é apenas uma data simbólica, que tem todo um significado histórico relacionado a vinda dos primeiros imigrantes alemães ao nosso Estado. Dessa forma, não posso parabenizar os colonos somente pelo dia de hoje, pois isso não teria nenhum sentido.

TODO DIA

Afinal de contas, o dia do colono é todo dia! Ahh mas ai dia das mães, dia dos pais, dia do não sei o que, é todo o dia também?! É… pode até ser. Mas o colono, meus amigos, é único. O colono domina a arte de tirar da terra o sustento da família, na verdade, o sustento de todas as famílias brasileiras.

E além disso, o colono é único pois, na medida que a nossa sociedade vem evoluindo, a industrialização tomou conta e, parece que nada mais tem tempo. Os alimentos que são colocados nas mesas dos consumidores estão cada vez mais bonitos e, ao mesmo tempo, cada vez menos saudáveis. Afinal, é tudo, ou quase tudo, produzido a base de agrotóxicos para agilizar, para fazer crescer, para colher logo…

É por isso que o nosso agricultor, o nosso colono, merece ser valorizado, merece ser elogiado e merece os PARABÉNS! Pois ele tem o tempo certo para plantar, para regar e para colher. E me diz se isso não é uma verdadeira arte?
E só por curiosidade: você prefere aquele tomate bonito na prateleira do mercado, ou você prefere aquele que o colono ali do interior planta?

É DIFÍCIL

E não está sendo fácil para os colonos. Cada vez mais eles precisam competir com preços desleais para conseguir suas sementes, para conseguir os adubos, para pagar os impostos e muitas outras coisas.
Cada vez mais o colono vem perdendo força e, por isso, aqueles que resistem merecem o nosso reconhecimento.

UM POUCO DE TUDO

Cada colono tem um pouco de engenheiro, um pouco de mecânico, um pouco de veterinário, um pouco de meteorologista, um pouco de médico. O que o colono faz não é só plantar, ele tem o conhecimento da terra, do tempo, dos animais que ajudam na lida, do maquinário e de tudo mais.

PARABÉNS COLONOS! Vocês merecem o nosso reconhecimento, nossos aplausos. Aproveitem esse dia, mas saibam que o dia de vocês é todo dia e, quem tem o mínimo de juízo, sabe disso.

R$ 231 MIL

Mudando de assunto, parabéns ao município pelo lucro obtido com a 22ª Kartoffelfest. Total de R$ 231.914,31. Como nosso espaço é curto, voltamos a falar disse na semana que vem. Mas fica registrado esse resultado extraordinário, resultado, como a prefeita Mara sempre diz, de um trabalho em equipe maravilhoso.