Conecte-se conosco

Colunistas

Com todo o respeito, mas é muita audácia chamar uma ação dessas de revitalização

24/05/2018 - 11h00min

A Prefeitura anunciou na semana passada que estava iniciando o processo de revitalização da Av. Presidente Vargas, a começar pela entrada do município. Dentro deste processo de revitalização, está a remoção dos “coqueiros do PT”, plantados pelo ex-prefeito Toco. Quando soube da notícia me entusiasmei. Logo imaginei o que poderiam fazer de diferente para transformar a entrada da cidade mais bonita para quem chega e até mesmo para nós, que moramos aqui. Viajei tanto que cheguei a cogitar que a entrada da cidade, depois de pronta a tal obra, viraria o novo cartão postal da cidade. Como disse, viajei. Em síntese, a revitalização da Av. Presidente Vargas se resumirá a troca dos coqueiros por alguma outra árvore, algo que já se pensava fazer há uns bons seis anos. Com todo o respeito, mas é muita audácia chamar uma ação dessas de revitalização.

Um motorista sem noção provocou uma cena, que no fim ainda se torna bizarra, mas que mostra o grau de insensatez em que vive a espécie humana ultimamente. O cidadão completamente sem um senso crítico, parou o carro no meio da rua Presidente Lucena e começou a chutar aqueles obstáculos laranjas colocados para sinalizar a rótula criada em frente a Escola Germano Dauernheimer. Bem típica coisa de louco. Ninguém sabe quem é o motorista e o que lhe motivou tomar a atitude. Pode ser que tenha brigado com alguém e pensou em descontar a raiva naquelas barreiras. Mas também pode ser que seja um motorista que não gostou da tal da rótula, que já deu muito pano pra manga, e decidiu se manifestar contrário agindo dessa maneira. A última opção é a hipótese mais provável. O problema de tudo é que a atitude dele está mais para um ato de vandalismo do que para um ato de protesto. Lamentavelmente, não foi pego em flagrante, pois, pelo menos, seria conduzido à Delegacia e teria que dar alguma explicação sobre sua atitude. Mas, agora, com o caso passado, nada deve acontecer. Que fique, ao menos, uma ponta de vergonha na cara deste cidadão.

COOPERLAGA

Os moradores da Cooperlaga voltaram a enxergar luz no fim do túnel. Desde o ano passado, quando conseguiram desenrolar todo aquele imbróglio jurídico relativo a área, as boas notícias começaram a surgir e o desenvolvimento do loteamento começou a acontecer. Sinceramente, até o clima entre os moradores é outro. Estão esperançosos de que logo mais terão saneamento básico, água, luz, rua calçada… enfim, serão mais respeitados pelo poder público sob o ponto de vista de dignidade. Que bom. Quem acompanha a luta dos moradores da Cooperlaga, assim como acompanho – mesmo que de longe – sabe o que estas famílias são batalhadoras. As boas novas para quem mora na Cooperlaga é que existe a possibilidade da Corsan instalar água encanada no local e a RGE Sul também deve concluiu a extensão da rede para todo o loteamento em um prazo de 360 dias.