Conecte-se conosco

Notícias

Conheça a mulher presa ao tentar fugir de prédio em que estanciense foi baleado

09/03/2020 - 00h00min

Atualizada em 10/03/2020 - 10h09min

Novo Hamburgo/Estância Velha – A mulher presa na madrugada da última sexta-feira tentando fugir do prédio em que o estanciense João Victor Friedrich de Oliveira, foi baleado e, posteriormente, colocado no porta-malas de um veículo Mercedes, é Fabiane Beatris Mollmann, 35 anos.

A mulher elegante e acima de qualquer suspeita, contudo, tem envolvimento com uma quadrilha de estelionatários. Se para a polícia gaúcha, ela não passa de uma dona de casa, sem antecedentes criminais, para a polícia de Santa Catarina ela é integrante de um esquema criminoso que pode ter lesado muitas pessoas.

Em agosto de 2016, ela e mais quatro comparsas foram presos pela Polícia Civil catarinense ao tentarem aplicar um golpe em duas vítimas. Fabiane foi presa em flagrante e teve a prisão convertida para preventiva. O bando foi preso dia 13 de agosto de 2016, sendo que ela e outro comparsa ficaram presos somente até o dia 30 de agosto. Neste meio tempo, contudo, a Justiça negou um de revogação da prisão preventiva.

Atualmente, Fabiane respondia o processo em liberdade.

“Madame” estava com cinco armas e R$ 2,2 milhões

Fabiane Beatris Mollmann, que passou a ser chamada de “Madame” pelas autoridades, foi presa na madrugada da última sexta-feira quando saia do prédio em que morava, na rua rua Marcílio Dias, no bairro Rio Branco, em Novo Hamburgo. Dentro do carro dela, um Toyota Corolla, os policiais apreenderam cinco armas e mais de R$ 2,2 milhões em reais, dólares e euros.

No apartamento em que ela morava, os policiais encontraram uma adolescente, de 16 anos. No local, havia marcas de sangue e buracos de tiros na parede. A adolescente limpava o local quando foi surpreendida pela polícia. No interior do imóvel, a polícia encontrou farta munição, placas pretas da Câmara Federal, colete a prova de balas, itens da farda da Brigada Militar, e alguns comprimidos de ecstasy.

Morto e corpo desovado por homens

O estanciense João Victor Friedrich de Oliveira seria namorado da adolescente. Na madrugada, por algum motivo ainda não divulgado, Vitor Friedrich foi baleado depois que dois homens chegaram ao prédio, por volta das 4 horas da madrugada. Após o crime, câmeras de segurança flagraram o momento em que os homens descem do apartamento arrastando o corpo de Vitor. O corpo é colocado no porta-malas de um Mercedes.  Os homens saem do local e não foram mais vistos. A suspeita é de que João Victor Friedrich de Oliveira já esteja morto, sendo seu corpo desovado na região.

Na sequência, Fabiane tenta sair do prédio no Corolla, com o dinheiro e as armas, mas é surpreendida pela Brigada Militar.

Corpo pode estar desovado entre Portão e Capela de Santana

A suspeita é de que o corpo do estanciense tenha sido desovado entre os municípios de Portão e Capela de Santana. Os rastros deixados pelos dois homens, que saíram do apartamento carregando o corpo de Vitor no porta-malas do Mercedes, indicam que a dupla percorreu a RS 240, passando pelo pedágio de Portão e, após, retornando pelo mesmo local, sentido São Leopoldo.

Polícia descarta que corpo encontrado em Nova Hartz seja de estanciense

Estanciense é procurado após ser baleado na casa da namorada em Novo Hamburgo