Conecte-se conosco

Destaques

Dois Irmãos está há 30 dias sem novo diagnóstico de Covid-19

13/05/2020 - 09h14min

Atualizada em 13/05/2020 - 09h15min

Dois Irmãos –  O município já está há 30 dias sem diagnosticar paciente com o novo coronavírus. E, desde o mês de março, quando iniciou o processo de isolamento e a movimentação para adequar a estrutura da saúde para atender situações da pandemia, a cidade obteve três confirmações – dois homens e uma mulher. O caso mais emblemático e grave foi de Nativo Hoffmann, 78 anos, e sua recuperação – sendo que ele teve alta na segunda, após 37 dias internado – também é comemorada por toda equipe de saúde da cidade.

O secretário da Saúde, Afonso Bastian, também comemora ainda a estatística zerada de casos novos. “Estamos há 30 dias sem nenhum diagnóstico e os três que tivemos foram de moradores que retornaram de viagens internacionais. Ou seja, não tivemos nenhum caso de Covid-19 comunitário. Acredito que tudo que fizemos, todo cuidado tomado, foi de fundamental importância para o controle no município”.

ESTRUTURA FICA ATÉ O FINAL DO MÊS 

Até final do mês de abril, as estruturas montadas nos postos de saúde e no Postão 24 Horas permanecerão. Na emergência, há um mini-hospital de campanha montado para atender somente pacientes com sintomas gripais, medida que evita o contato com os demais pacientes do Postão. Há também o “Disque Corona”, utilizado para orientar moradores com sintomas de gripe. “Essas estruturas criadas especialmente pela pandemia seguem até fim do mês, depois vamos reavaliar a necessidade”. Dois Irmãos conta ainda com dois respiradores no Postão, dois no hospital, um portátil que retornou do conserto e, se necessário, também será utilizado um respirador do bloco cirúrgico para a covid.

 

CRONOLOGIA DOS CASOS

20 DE MARÇO – Foi confirmado o primeiro caso de coronavírus. O morador havia retornado de viagem e ficou em isolamento domiciliar. No mês de abril, ele recebeu alta. Esse caso, a família busca tirar ele da estatística, visto que dois exames da rede particular, feitos em São Paulo, e um terceiro teste rápido deram resultado negativo.

2 DE ABRIL – O segundo caso confirmado é de Nativo Hoffmann. Ele retornou de viagem e, nos primeiros dias, ficou em isolamento domiciliar. No entanto, seu quadro agravou rapidamente e ele foi transferido para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), do Hospital Unimed. Depois de 37 dias de internação, recebeu alta nessa segunda-feira, 11 de maio.

8 DE ABRIL – Uma mulher foi diagnosticada e, sem sintomas graves, se manteve em isolamento domiciliar. Ela passa bem.