Conecte-se conosco

Destaques

Doméstica encontra R$ 1.050 em lixeira na rua e devolve para o dono em Dois Irmãos

14/05/2020 - 15h26min

Os R$ 1.050,00 foram encontrados no lixo, em uma lixeira da rua, por dona Vera

Dois Irmãos – Quando uma boa ação acontece, não necessariamente deveria ser notícia, pelo contrário, deveria ser uma ação comum no dia a dia de qualquer pessoa. Entretanto, devido às circunstâncias com as quais nos deparamos muitas vezes qualquer ação que leva em conta o bem do próximo é digna de destaque.

Vera Lucia Dapper Kasper tem 54 anos e trabalha como doméstica em Dois Irmãos

Foi o que aconteceu nessa semana em Dois Irmãos. A doméstica Vera Lucia Dapper Kasper, de 54 anos, encontrou R$ 1.050,00 em uma lixeira da rua, conseguiu localizar o dono e devolveu o valor. “Tu achas que eu ia conseguir dormir? Que eu ia conseguir ficar bem sabendo que tinha algo que não é meu?”, disse dona Vera, que já passou por uma situação parecida, quando encontrou R$ 1.500 reais e, também, os devolveu.

Jogado fora por engano

Vera trabalha como faxineira em diversos lugares há anos. Ela disse que o morador de um prédio residencial de Dois Irmãos, que não quer ser identificado, colocou o dinheiro por engano no lixo no domingo, dia 10, quando se mudou para Novo Hamburgo. “Na segunda-feira passou o caminhão da coleta, terça de madrugada começou a chover e, na parte da manhã eu estava fazendo faxina no prédio. Quando desci para a rua vi que tinha muito lixo espalhado no local’, disse ela.

Surpresa

Ela então voltou para o prédio, pegou uma sacola de lixo para recolher o que estava espalhado na rua ao lado da lixeira e, ao fazer isso, notou que havia uma sacola aberta com envelopes de planos de saúde e, neles, estava escrito o nome de um dos seus clientes para qual faz faxina. “Recolhi e de repente vi mais um envelope, meio rasgado; dentro dele estavam várias notas de dinheiro. Peguei e guardei dentro da minha jaqueta e voltei a trabalhar, pois já sabia de quem era e devolveria”, disse.

“Se eu achar algo novamente o que não é meu, vou fazer o que puder para encontrar a pessoa e devolver”

Feliz por ajudar

“Quando cheguei em casa disse para o meu filho que eu tive um dia de sorte. Fiquei muito feliz por ter achado o dinheiro, justamente por poder devolver ele de novo”, destacou Vera, que no dia seguinte logo ligou para o dono do dinheiro. “Ficaram muito felizes e quase não acreditaram. Não sabiam como agradecer, mas, na verdade, eu que sou grata por poder ajudar de alguma forma”, destacou.

Deus recompensa de outras formas

Com certeza esse valor faria uma grande diferença no orçamento de Vera mas, ela ressaltou que essa deveria ser uma atitude comum de todas as pessoas em qualquer situação. “Se eu achar algo novamente o que não é meu, vou fazer o que puder para encontrar a pessoa e devolver. Acho que, às vezes, Deus escolhe as pessoas para essas situações e, com certeza, ele recompensa de muitas outras formas”, destacou ela.