Diego Tardelli já jogou como meia-armador, extrema e treinou como centroavante no Grêmio Imagem: LUCAS UEBEL/GREMIO FBP

Diego Tardelli está somando minutos antes de entrar de vez no time do Grêmio. No Gre-Nal do último domingo, o camisa 9 atuou por cerca de 20 minutos e novamente desempenhou função diferente, na comparação com a partida anterior. Esse giro por todas as posições ofensivas na equipe de Renato Gaúcho é resultado da condição física do atacante e das necessidades da equipe, seja no Campeonato Gaúcho ou Libertadores.

A ideia geral em Porto Alegre, de que Tardelli será centroavante, aos poucos vai sendo desconstruída. Enquanto Renato pensa o encaixe final do ataque, o reforço badalado evolui.

Tardelli começou a treinar como jogador do Grêmio em 13 de fevereiro. A estreia foi diante do São José-POA, depois participou da partida contra o Libertad e mais recentemente o clássico. Sempre saindo do banco de reservas. Aos 33 anos, Diego Tardelli tem pouco mais de 70 minutos jogados com a camisa do Grêmio.

As conversas entre o treinador e o jogador já deixaram claro onde o camisa 9 prefere jogar. Até agora, as funções foram diferentes para atender o estágio físico do novo contratado.

Como centroavante, Tardelli vai disputar posição com Felipe Vizeu e André. Aberto na direita, terá a concorrência de Marinho, Montoya e Alisson. Na esquerda, será adversário de Everton e Pepê. E como meia-atacante armador, centralizado, brigará com Luan e Jean Pyerre.

Contra o Pelotas, na última rodada da fase de classificação do Campeonato Gaúcho, o Grêmio usará de novo time reserva. Se Diego Tardelli for relacionado, deve outra vez rodar pelas funções ofensivas durante a atuação. Mas a titularidade está cada vez mais próxima.