Crédito: Lucas Abati / Agência RBS

A criança de apenas três anos que morreu na tarde desta terça-feira (19), em Porto Alegre, pode ter sido agredida com um facão, chutes e pontapés, segundo o delegado plantonista Carlo Butareli, que atendeu inicialmente o caso, em entrevista.

Segundo Butareli, a ocorrência teria sido provocada pelo padrasto. A criança estaria com bastante hematomas, o que pode ter sido a causa da morte. Segundo o delegado, se trata de uma situação muito delicada.

A criança foi identificada como Luis Henrique Paim Martins de Paula. O padrasto, principal suspeito da morte, é Pablo Vilarinho do Nascimento, 23 anos. O homem foi autuado em flagrante pela polícia. A mãe não teve a identidade revelada, mas também foi detida.

O casal foi indiciado por homicídio qualificado. A participação da mulher no crime, segundo o delegado Butareli, está sendo investigada pelas autoridades.

 

Crédito: GaúchaZH