(Créditos: Reprodução/Facebook)

Estância Velha – Um ano e um mês após a morte da estudante de Economia, Sara Amaral, a Polícia Civil concluiu o inquérito que apurava as causas da morte da jovem.

Um dos médicos que atendeu a estudante foi indiciado por homicídio culposo (quando não há a intenção de matar) pelo delegado Ayrton Figueiredo Martins Júnior.

No entendimento da polícia, ficou confirmada a suspeita da família de Sara de que houve negligência médica no atendimento dela.

Sara Amaral morreu aos 23 anos, após peregrinação de quatro dias em busca de ajuda médica. Foi e voltou do hospital estanciense, pelo menos, três vezes até que o quadro clínico evoluiu para uma parada cardiorrespiratória e posterior morte.

Qualquer denúncia pode ser feita à Polícia Civil pelo Whatsapp (51) 98902-7865. 

LEIA REPORTAGEM COMPLETA AQUI