Em média, uma mulher foi agredida ou ameaçada a cada 40 horas em 2019 (Imagem Ilustrativa)

Dois Irmãos – O aumento de casos oficializados de violência contra a mulher foi considerável entre os anos de 2018 e 2019 em Dois Irmãos. No ano passado, a Delegacia de Polícia registrou 213 ocorrências de violência, seja física, psicológica ou ameaça, contra a mulher. São 87 casos a mais se comparado ao mesmo período de 2018, de janeiro a dezembro, quando foram 126 denúncias. Enquanto em 2018, em média, uma mulher era agredida a cada três dias; hoje, a estatística é de uma mulher vítima de violência doméstica a cada 40 horas.

MEDIDAS PROTETIVAS

Estes números são todos de que casos registrados e denunciados aos órgãos de segurança pública, seja Polícia Civil ou Brigada Militar. Das 213 ocorrências, em 160 delas as vítimas manifestaram o desejo de ficar afastada do agressor e a delegacia encaminhou ao Judiciário o pedido de medida protetiva – que tem como objetivo proibir a aproximação do agressor, seja pessoalmente, telefone ou qualquer outra maneira que possa importunar a vítima.

MESES MAIS CONTURBADOS

Assim como em 2018, o perfil das situações é de que na maioria dos casos o agressor é companheiro ou ex-companheiro que não aceita o término da relação. E os momentos de agressão física e ameaças costumam ocorrer à noite na semana e nos finais de semana – dia e noite. Em um dos finais de semana mais conturbados foram registrados quatro casos. Os meses com maior violência foram outubro e dezembro, com 23 casos, seguido de agosto, setembro e novembro – total de 21 cada.