Feira será realizada todos os Sábados no Espaço Feira do Produtor, em Santa Maria do Herval. (FOTO: Melissa Costa)

Herval – O município deu o pontapé inicial em um projeto cuja expectativa é valorizar os agricultores e produtores e também atrair cada vez mais turistas. No sábado pela manhã, dia 6, ocorreu o lançamento oficial da Feira do Produtor. O primeiro dia de vendas ocorreu no próprio sábado e as casinhas serão abertas, a partir de agora, sempre aos sábados, das 7h30 às 11h30. A atividade ocorre junto ao Pavilhão da Feira, localizado no largo da Prefeitura, que foi conquistado através de investimentos mistos da Consulta Popular e de recursos livres do município. O espaço conta com seis bancas de exposição, além de uma ampla área de circulação. Dentre os expositores, estão produtores locais, com frutas, verduras, legumes, artesanato, produtos orgânicos, embutidos, pães, bolos e cucas. No primeiro sábado de cada mês, o público ainda será contemplado com uma manhã festiva, contando com a participação de bandinha e brinquedos infláveis para a garotada.

A prefeita Mara Stoffel fez questão de agradecer a todos os envolvidos, desde a comunidade que ajudou na votação da Consulta Popular e Comude, até os expositores e demais envolvidos na concretização da Feira do Produtor. “Quando iniciamos nossa gestão, esse já era um dos nossos objetivos e o povo hervalense colaborou muito para isso. Agradeço a todos de coração e me emociono com este momento, de estar entregando esse espaço. Por aqui, vamos iniciar um trabalho grandioso, no qual vamos por nossos alimentos na mesa das famílias do Rio Grande do Sul”, disse ela, ressaltando o turismo. “Essa é uma maneira de alavancar o turismo e incentivar nossos agricultores; todos temos a ganhar com isso”, completou.

INVESTIU – O terreno utilizado para a construção do pavilhão, que passa a acomodar a feira semanalmente, foi adquirido em 2018 por R$ 475 mil. O secretário de Agricultura, Jaime Morschel, ressaltou que o investimento para a construção do pavilhão foi de cerca de R$ 280 mil, sendo R$ 150 mil da Consulta Popular e R$ 123 mil da Prefeitura. “Em Herval, temos 650 produtores, ou seja, são cerca de 350 a 400 famílias que vivem da agricultura, que se dedicam a colocar alimento da casa de todos. A feira é uma grande conquista, pois sabemos das dificuldades enfrentadas por todos”, destacou.

Ideia é expandir

Há 10 anos, Mara Isabel Backes, 46 anos, trabalha com a produção e venda de cucas, pães, biscoitos, rosca e outros itens. Deixando o trabalho na indústria calçadista para trás, ela investiu na realização de um sonho, de ter seu próprio negócio. Aos poucos e com empenho, a ideia saiu do papel e hoje ela tem sua própria padaria. “E a expectativa com a feira é sempre a melhor. Aqui temos uma forma de divulgar nosso trabalho e aumentar as vendas, tanto para as pessoas de todas as localidades quanto aos visitantes”, disse Mara.

(FOTO: Melissa Costa)

Uma das casinhas é do grupo Essência da Terra, que produz e vende alimentos orgânicos. Em Herval, o trabalho do grupo já é desenvolvido há três anos e o principal desafio está sendo inserir essa visão e novos produtos na mesa dos hervalenses. “Muitos chegam até nós com olhar desconfiado, receoso do que é novo, mas aos poucos estamos ampliando nossa divulgação e nossa visão”, disse o advogado Gianfranco Baraccani, que integra o grupo e produz em Herval.

(FOTO: Melissa Costa)