Esculturas em arenito estão distribuídas em ampla área de jardins e bosques (crédito: Francis Jonas Limberger)

A história da imigração alemã é apresentada com arte, cultura e natureza no Esculturas Parque Pedras do Silêncio, em Linha Brasil. Podendo ser definido como um “museu a céu aberto”, o atrativo turístico reúne dezenas de esculturas feitas em arenito e distribuídas em uma ampla área de bosques e jardins.

O projeto, que começou a ser idealizado em 2011, foi concluído em 2014, ano da inauguração. As obras do acervo são assinadas pelos escultores Cristovão Hullen, Rogério Bertoldo e Rodrigo de Azevedo. Elas estão divididas em áreas temáticas, todas relacionadas à chegada e ao estabelecimento dos imigrantes na região de Nova Petrópolis.

Numa delas são retratados animais nativos da região e que foram encontrados pelos primeiros colonizadores. No segundo setor há estátuas que apresentam as profissões mais comuns dos imigrantes. Além do tradicional agricultor, figuras como o marceneiro e o curtidor de couro. Na sequência, as pedras retratam rostos de imigrantes famosos de Nova Petrópolis, que hoje tem seus nomes em ruas e escolas. Atividades comuns do dia a dia dos colonos estão na quarta sessão. Momentos significativos da viagem dos imigrantes, como a triste despedida dos familiares que ficaram, compõem uma ala especial do parque.

Para visitar
O Esculturas Parque Pedras do Silêncio pode ser visitado de todos os dias da semana, das 9h30 às 18h. Pede-se agendamento apenas para grupos maiores. O ingresso individual custa R$ 30,00. Mais informações no site www.pedrasdosilencio.com.br. O contato pode ser feito pelos telefones (54) 9979-0528 ou (54) 9994-9995.

Clique aqui e confirma informações sobre os demais museus de Nova Petrópolis.