Operação integrada de Segurança Pública (Foto: Sandra Costa)

Estância Velha – Na manhã desta sexta-feira, a Secretaria de Administração e Segurança Pública liderou a operação integrada “Centro Legal”, no centro da cidade. Participaram da operação, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Polícia Civil, Brigada Militar e Guarda Municipal. O objetivo da operação é monitorar o trabalho dos vendedores ambulantes. Conforme Ezequiel Vieira, coordenador do GGIM – Gabinete de Gestão Integrada Municipal, a operação foi planejada pelo GGIM, em conjunto com entidades como o CDL e gerência da Caixa Econômica Federal. “Ninguém está proibindo as pessoas de trabalharem, mas todos têm que adequar-se as leis”, afirma a secretária de Administração Áurea Bauer.

Na operação foi constatado que não existem notas fiscais dos produtos, além de não possuírem a liberação de vendedor ambulante, fornecida pela Prefeitura, e alguns nem documentos pessoais possuem. Áurea informa ainda, que já foram realizadas reuniões com os ambulantes, alertando na necessidade de legalizar a atividade. “Infelizmente, eles não fizeram nada para legalizar a situação”, completa a secretária.

A Secretaria de Desenvolvimento Social esteve presente cadastrando e dando assistência aos vendedores, na maioria senegaleses, como forma de amparar alguma dificuldade, para que possam providenciar documentos, ou até mesmo com moradia e alimentação.