Estância Velha – A possibilidade de ajudar uma criança a encontrar um novo lar foi o que motivou Ricardo Scotti e Meg Schmitz a criar uma extensão do Instituto Amigos de Lucas, de Porto Alegre, em Estância Velha. Pais adotivos de três crianças, eles decidiram que o amor que sentiram ao conseguir adotar, fosse algo que outros sentissem.

“Esse era um desejo nosso há muito tempo, desde que iniciamos a aproximação com nossos filhos. Sentimos falta de um grupo de apoio nos moldes do IAL na região”, explica. Ele comenta que o Amigos de Lucas é focado na troca de experiências de quem está na caminhada da adoção – desde quem está decidindo se vai adotar, até quem já adotou.

A ONG estanciense tem pouco mais de um mês de existência e já tem ajudado um bom número de crianças e pais. “Atuamos aonde o judiciário é falho, principalmente nas comarcas do interior, na preparação dos habilitados para os desafios da paternidade/maternidade pela via adotiva”, explica.

O atendimento feito pela ONG é realizado conforme demandas. “No momento, trabalhamos na aproximação de uma menina de 9 anos com um casal da cidade. Eles viajam no dia 15 para finalizar a aproximação e trazer sua filha definitivamente pra casa”.

Palestras

O grupo promove palestras onde consegue aconselhar pais em busca de crianças para adoção ou pessoas interessadas em saber mais sobre o procedimento. Os encontros acontecem no galpão da Secretaria de Educação e Cultura, na avenida Brasil. O próximo ainda não tem data para acontecer.