Maria do Rosário pede explicações sobre a cocaína em comitiva do Presidente (Foto: Divulgação)

Brasília – A prisão de um segundo sargento da FAB que integrava a comitiva do presidente Jair Bolsonaro com 39 quilos de cocaína encontrados em uma mala, em um aeroporto de Sevilha, na Espanha, levou a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) a pedir que o Ministério da Defesa preste esclarecimentos sobre o caso.

Utilizando a rede social Twitter, a deputada disse que protocolou requerimento para elucidar o fato. Veja o que ela escreveu:

“Protocolei requerimento de informações ao min. da defesa com uma série de questionamentos sobre o caso das drogas encontradas no avião da comitiva de Bolsonaro. Quais os nomes dos integrantes da missão, inclusive do sargento acusado, e motivo da alteração no trajeto dos voos?”, postou a parlamentar em sua conta no Twitter. 

Créditos: Twitter/Brasil247