Thiago sonhava em ser cantor e, inclusive, já tinha uma dupla com seu irmão Nei. Estavam ensaiando para tocar em bares e pubs da região. (FOTO: reprodução do Facebook)

Morro Reuter – Uma vida e vários sonhos foram interrompidos na tarde da última terça-feira, dia 17, após o acidente que vitimou Thiago da Motta na BR-116, em Dois Irmãos. Ele foi internado em estado grave no Hospital de Pronto Socorro (HPS), de Canoas, mas veio a falecer na tarde dessa quinta-feira, dia 19. Os médicos diagnosticaram morte cerebral e a família autorizou a doação de órgãos.

Natural de Tenente Portela, ele morava em Morro Reuter há 19 anos, e há 16 anos construiu uma história ao lado de Vanessa Meurer, com a qual é casado e tem uma filha de apenas cinco anos, chamada Giovanna.

* Morre vítima de grave acidente na BR-116, em Dois Irmãos

Vai fazer falta

A irmã de Vanessa e cunhada de Thiago, Jordana Meurer, destaque que ele sempre foi uma pessoa muito alegre e, principalmente um pai amoroso. Jordana enfatiza ainda que ele tem muitos amigos, justamente por ser uma pessoa generosa e de bom coração. “O Thiago vai fazer muita falta para todos nós, principalmente para a pequena Giovanna que sempre foi muito ligada ao pai”, lamenta Jordana.

Queria ser cantor

Thiago trabalhava na Coopershoes, mas Jordana conta que ele tinha um outro sonho que, pouco a pouco, já estava se transformando em realidade. “Tinha o sonho de ser cantor. Inclusive estava formando dupla com seu irmão Nei. Eles vinham realizando ensaios para, futuramente, começar a fazer shows em bares e pubs”, disse Jordana. Thiago gostava de vários estilos musicais, mas, o seu preferido e com o qual mais se identificava era o Pop Rock.

Alguém exemplar

Dieique de Conto foi um dos primeiros que deu oportunidade profissional para Thiago em uma academia depois que ele ingressou na faculdade de Educação Física. E foi Dieique um dos bombeiros que ajudou a socorre-lo após o acidente. “ Foi um excelente profissional. Respeitoso, tranquilo e com uma capacidade gigante de aprendizado. Sempre buscando aperfeiçoamento e buscando oportunidades para crescer cada vez mais para dar retorno à família. E depois de algum tempo, sou eu que ajudo a retirar ele das ferragens do veículo”, lamenta Dieique.

Fabiane Schmitt já teve a oportunidade de trabalhar com Thiago. “Ele foi meu personal trainer na Academia Animality. Era um excelente profissional, atencioso, muito querido, muito calmo. Que Deus o receba de braços abertos e conforte sua família”, disse.