Vereadores de Ivoti votaram e aprovaram o projeto, que manteve apenas três artigos originais (Créditos: Guilherme Sperafico)

Ivoti – A nova polêmica na política é um artigo do Código de Posturas. Como o Diário relatou, há um artigo que estabelece que a Prefeitura pode sacrificar animais, caso ele não seja identificado ou retirado no prazo previsto.

Após a postagem, muitas pessoas criticaram o Código, além de criticarem os atuais vereadores. O texto foi assinado no dia 30 de novembro de 2006, na gestão da ex-prefeita Maria de Lourdes Bauermann.

O artigo polêmico do Código estabelece que os animais domésticos que são encontrados na rua e estão desacompanhados de seus donos, serão recolhidos pela municipalidade e ficarão sob sua guarda.

Na sequência, o animal recolhido deverá ser retirado no prazo máximo de cinco dias mediante pagamento de multa e dos custos de manutenção respectiva. “O animal não identificado e não retirado no prazo previsto neste artigo poderá ser sacrificado, encaminhado à instituição de pesquisa ou a programa de adoção”.

PEDIDO

Na Câmara, os vereadores Rafaella Lima (PSD) e Márcio Guth (MDB), os mesmos autores do projeto da causa animal, protocolaram um projeto de indicação para que o artigo seja retirado do Código de Posturas. A iniciativa foi encaminhada ao Poder Executivo.