Portal da Transparência da Câmara de Vereadores de Ivoti não foi bem avaliado pelo TCE (Foto: Diário/Arquivo)

Ivoti – Se a Câmara de Vereadores é econômica, o mesmo não se pode dizer sobre a transparência. De acordo com dados do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Poder Legislativo não cumpriu 38 itens dos 59 que foram avaliados.

O levantamento do TCE é do ano de 2018 e aponta que a Câmara de Ivoti cumpriu apenas 35,6% dos itens cobrados sobre o Portal da Transparência. Essa não é a primeira vez que o número fica abaixo do desejado. Em 2017, o Legislativo não cumpriu 36 itens.

O QUE DIZ A CÂMARA 

O presidente de 2018, ano em que os dados foram avaliados, era Alexandre dos Santos (Borracheiro – PP), que contratou uma nova assessora jurídica: Juliana Kautzmann.
Ela explicou que os apontamentos já foram sanados no ano passado. “Isso porque fomos notificados no final de outubro, quando o TCE esteve fazendo auditoria, sendo solicitado prazo para implementar as mudanças, que foram concluídas em dezembro de 2018”, comentou.

Dentre os itens apontados, foram informações sobre existência de imóveis e veículos da Câmara (que Ivoti não tem); link de acesso do portal (que foi ajustado na página), a divulgação da folha de pagamento e informações sobre as diárias (que também foi informado não haver recebimento pelos vereadores).

MUDANÇAS 

Ainda de acordo com a advogada, algumas medidas já estão sendo tomadas para fornecer mais transparência a população, como um link para ver toda legislação. Além disso, será divulgado um relatório semestral de todas as ações realizadas pela Câmara no primeiro semestre.