Defesa do ex- prefeito Winck durante uma das audiências do impeachment (Créditos: Ana Veiga)

Lindolfo Collor – A contratação de um advogado pelo ex-prefeito Wiliam Winck ganhou mais um episódio. Ele chamou o escritório do advogado Vanir de Mattos para a Prefeitura alguns meses depois de contratar o mesmo profissional para trabalhar de forma particular com o processo de impeachment.

O Ministério Público abriu uma investigação sobre essa ação do ex-prefeito. A contratação do advogado foi considerada equivocada pelo atual governo. Por conta disso, foi solicitada a devolução do recurso, que é de R$ 25 mil.

Tanto o ex-prefeito, quanto o advogado Vanir, deixaram claro que a contratação foi totalmente legal e que não foi feita para pagar custos do impeachment.

Ao Diário, o advogado Vanir disse que não vai devolver o dinheiro e vai levar a questão para a Justiça. “O foco é o prefeito Wiliam. Me surpreende essa agilidade do novo governo nesse assunto. Espero que tenham essa agilidade para outras questões”, comentou o advogado.