Conecte-se conosco

Estado - País - Mundo

Ex-deputado Eduardo Cunha irá para prisão domiciliar por causa do coronavírus

26/03/2020 - 19h46min

Foto: Antônio Cruz/Agência Brasília

Rio de Janeiro – O ex-deputado federal pelo Rio de Janeiro, Eduardo Cunha, foi liberado da prisão para seguir cumprindo a pena em prisão domiciliar nesta quinta-feira. A decisão se deve ao fato de Cunha fazer parte do grupo de risco por conta do coronavírus.

Cunha foi preso no âmbito da Operação Lava Jato, em 2016, por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Acabou sendo condenado a mais de 14 anos de prisão. Ele ficou preso até 2019 em Curitiba, quando foi transferido para Bangu 8, no Rio.

Antes de virar alvo da Lava Jato, Cunha ficou conhecido nacionalmente por coordenar o processo de impeachment da ex-presidente Dilma na Câmara dos Deputados.

Na última quarta, Eduardo Cunha havia deixado a prisão para ser submetido a uma cirurgia. Segundo a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária, Cunha, que cumpre pena no complexo penitenciário de Gericinó (Bangu), recebeu uma autorização da Justiça para sair da cadeia.

Cunha foi encaminhado ao Hospital Copa Star assim que deixou a prisão. A unidade de saúde não quis dar informações sobre a situação médica do ex-deputado.