Fogo destruiu depósito e parte interna do prédio (FOTO: ISAÍAS RHEINHEIMER)

Estância Velha – Um homem suspeito de incendiar uma pequena metalúrgica do bairro Das Rosas está na mira da polícia. O acusado foi identificado e deve ser intimado para prestar esclarecimentos.

O crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (16), na interseção das ruas Presidente Lucena com Adolfo Otto Koch. O sinistro foi registrado por volta da 0h30 e durou em torno de 30 minutos, até que o Corpo de Bombeiros conseguiu combater as chamas.

Em razão do incêndio, uma parte anexa ao prédio principal, onde funcionava o depósito de materiais da empresa, foi totalmente tomada pelo fogo. O fogo, ainda, se alastrou para o interior do prédio, onde destruiu a rede elétrica, parte do telhado e alguns móveis.

Nenhuma máquina chegou a ser danificada pelo fogo, contudo, somente após a energia ser religada é que o dono saberá que o incêndio não provocou estragos nos maquinários.

PREJUÍZO DE R$ 20 MIL

De acordo com o microempresário Emilton Pereira de Andrade, que tem o negócio há dois anos, o prejuízo provocado pelo incêndio deve ultrapassar a casa dos R$ 20 mil. Além dos produtos em estoque, que eram enviados diariamente a empresa de Santa Catarina e Paraná, os danos causados no prédio também devem consumir um valor significante para fazer o conserto. “A rede elétrica, acredito, terei que trocar toda. As tomadas e os fios queimaram ou derreteram com o calor”, explicou.

Segundo ele, essa é a segunda vez que é vítima de um incêndio criminoso. Há três anos, sua casa foi incendiada. Ele e a esposa acabaram tendo que reconstruir tudo novamente. Com o novo episódio, Andrade revela um desânimo de ter que reconstruir o que outro, em um ato de covardia, destruiu. “É desesperador”, lamentou.