José Inácio Ternus (PDT) é o atual presidente da Câmara. (foto: Rogério Savian)

Morro Reuter – A Câmara abriu os trabalhos na terça-feira, 5, quando foram aprovados quatro projetos do Executivo e um do Legislativo. Mas o que pautou as discussões foram as cobranças referentes a melhorias no fornecimento de água e luz. A expectativa é de que em março sejam realizadas audiências públicas com RGE e Corsan.

Wanderlei Behling (SD) destacou que é muito importante a presença dos moradores nas audiências para pressionar por resultados. “No Batatenthal moradores estão sem luz há cinco dias. Isso é desumano. Também enfrentamos dificuldades tremendas em relação à falta de água nos últimos dias”. Daniel Theisen (PP) também fez críticas aos serviços de energia elétrica e abastecimento de água. Guido Dilkin (MDB) lembrou que a localidade de Walachai igualmente sofre com o problema. Lauri Kaefer (MDB), Caçamba, lamentou a situação. “A RGE é uma vergonha. Em São José do Herval, também já ficamos cinco dias sem luz”. O presidente José Inácio Ternus (PDT) adiantou que as duas empresas já foram comunicadas dos pedidos de audiência. “A RGE pediu para fazer no mês de março; vamos definir uma data com eles”, disse.

Projetos aprovados

Projetos do Executivo: nº 001/2019 “que autoriza a contratação temporária e emergencial de um técnico em enfermagem, um nutricionista, um psicólogo e um auxiliar de consultório dentário da ESF; Projeto nº 002/2019, “que autoriza abrir créditos especiais e suplementares no orçamento; Projeto nº 003/2019 “que autoriza a contratação, emergencial e por tempo determinado de um motorista; Projeto nº 004/2019 “que autoriza a contratação, por tempo determinado, de até dois professores de séries iniciais”. Projeto de Lei Legislativo nº 001/2019, que promove suplementação e redução no orçamento em vigor.