Conecte-se conosco

Coluna Estância Velha

Governador desmoraliza prefeita de Estância Velha e demais prefeitos da região

07/04/2020 - 10h19min

Atualizada em 07/04/2020 - 10h19min

COMÉRCIO
Depois de uns 20 dias de trevas, ontem senti um clima de esperança, de otimismo, pelas ruas da cidade. Alguns comércios que estavam fechados, decidiram abrir as portas, que seja para receber pagamentos. Outros abriram, pois se enquadram nos que prestam serviços essenciais. Vi dois comerciantes com os negócios abertos ontem cedo, passando um pano para tirar o pó acumulado. De um jeito ou de outro, o fato de a cidade estar dando sinais de reação é muito bom para a sobrevivência de todos, empresários/comerciantes e trabalhadores. E é claro que todos devem estar preocupados e atentos às normas de prevenção/higiene, e receosos com tudo que está acontecendo relacionado ao coronavírus.

QUEM IMAGINOU
Nem o mais pessimista empresário daqui imaginou que passaríamos pelo que estamos passando em decorrência do coronavírus. É tudo tão assustador e preocupante. Justo no momento em que o Brasil estava ensaiando sair de uma recessão econômica que fez muitas de nossas empresas penarem na última década. Estávamos falando em crescimento de 3% da economia ao final de 2020. E o que vamos colher, com a chegada da pandemia, é uma queda brutal de uns 10, 20%. Inacreditável.

EMPRESAS
Pelo menos, ainda não ouvi falar de demissões em massa nas indústrias de Estância Velha. E xô pra lá esse tipo de notícia!!! Até porque sobraram poucas indústrias de grande porte em Estância Velha com o fim da era coureiro-calçadista. As que sobraram ou surgiram depois, rogo que se sustentem por longos anos. Só de pensar o que o povo de Dois Irmãos está passando me dá calafrios. Por lá, já foram anunciadas umas 700 demissões desde o surto de coronavírus. É de doer o coração ter que noticiar demissões em massa, ainda mais em um período como o que estamos vivendo, em que todos estamos fragilizados emocionalmente, enfrentando um inimigo que não conhecemos bem e só sabemos ser altamente letal.

DESMORALIZOU
Uma última palinha sobre esse cenário coronavírus x economia. O governador Eduardo Leite errou, mas errou muito feio ao determinar o fechamento do comércio quando os municípios aqui da região e de diversos pontos do Estado planejam o retorno após duas semanas de portas fechadas. O pior de tudo é o governador vir à público responsabilizar os prefeitos por terem se antecipado demais o início da quarentena. Poxa, governador, e porque o senhor não veio a público, lá no início do movimento, dizer aos prefeitos: “olha, gente, acho que não é o momento de fechar tudo agora. Vamos manter tudo funcionando, vamos aproveitar esses 15 dias pra vender e comprar, vamos encaminhar a páscoa de todos, porque depois vamos ter que fechar”. Vir agora a público culpar os prefeitos pelas decisões tomadas 15 dias atrás é cômodo e jogar pra plateia. Além de ferrar com a esperança de todos, desmoralizou os prefeitos.