Conecte-se conosco

Destaques

Investigado na CPI do Natal disse que enfeites das rótulas foram feitos para colaborar com a Prefeitura de Nova Petrópolis

26/05/2020 - 10h53min

André Gnatta em depoimento à CPI

Nova Petrópolis – André Luis Gnatta, da empresa Gnatta Guimicks, foi um dos ouvidos na CPI do Natal, na quarta-feira, 20. Junto dele, também foram ouvidos o ex-secretário de Turismo, Indústria e Comércio, e responsável pela organização do Natal no Jardim da Serra Gaúcha 2019, Paulo Roberto Staudt, e Karina Marques Dick, responsável pela elaboração do projeto.

Gnatta, num primeiro momento, disse que as matérias que saíram na imprensa, incluindo os valores dos serviços, eram mentirosas. Porém, quando questionado sobre os orçamentos, admitiu que o valor inicial de locação dos enfeites que foram colocados nas rótulas, eram de R$ 7.700,00.

R$ 4 mil por enfeites

Segundo Gnatta, ele estava envolvido outros projetos, como o Natal de Gramado, e que por isso não poderia dar toda a atenção necessária à Nova Petrópolis, mas que ajudaria como forma de colaboração, fazendo os enfeites das rótulas. “Em cerca de 10 dias nós fizemos aqueles enfeites. Saiu por um valor de pouco mais de 50% do previsto, foi cerca de R$ 4 mil e pouco cada”, disse Gnatta.

Mesmo com o valor citado por Gnatta, o aluguel dos enfeites saiu superior que o aluguel da casa mais cara do município

O ex-secretário Paulo Staudt foi quem autorizou a confecção dos enfeites, e também confirmou o valor inicial de R$ 7.700, que era uma média entre duas propostas apresentadas. Uma delas, da própria Gnatta Guimicks. Os enfeites seriam referências aos contos de fadas, temática do Natal: um anel, uma pinha, uma estrela e bengalas doces.

O empresário contou também que alugou para a Prefeitura as bolas luminosas, que foram colocadas nas árvores da Praça das Flores, ao preço de R$ 160,00 cada. Ao todo, recebeu cerca de R$ 30.000 pelos serviços prestados.