Conecte-se conosco

Destaques

Mensagem da Tia Liria para as vovós e vovôs  

18/02/2021 - 13h31min

Liria acredita que a vacina ajudará a fazer com que o normal volte aos poucos (FOTO: Cleiton Zimer / Arquivo O Diário)

Por Cleiton Zimer

Dois Irmãos – Um ano sem os encontros da terceira idade, sem os bailes, sem as aulas de danças. Sem abraços contagiantes. Tudo se tornou virtual. Matar a saudade, só se for à distância.

Liria Lúcia Lawisch, a Tia Liria, de 74 anos, conta que tudo isso está sendo muito difícil para os idosos. Ela é participante ativa do Grupo Reviver, atuando voluntariamente da coordenação há muitos anos. Ressalta que todos estavam habituados a conviver uns com os outros, interagindo com os grupos de toda a região. “É muito complicado. Se não melhorar, não sei o que vai acontecer com os idosos. Estão muito tristes por não poderem participar dos eventos”.

Temos melhores virão

Mas Tia Liria, animada como sempre e cheia de esperanças, deixa uma importante mensagem para as vovós e os vovôs, pedindo para continuarem firmes nos cuidados e que a vacina está chegando. “Os mais idosos são os primeiros e, assim, todos receberão a vacina”. Ela diz que com isso há uma chance de, em breve, se encontrarem de novo no Reviver para conversar, matar a saudade, dançar. “Daqui a pouco, quem sabe, estaremos nos bailinhos fora da nossa cidade. Então, muita força, vontade, fé e oração, que tudo vai dar certo”.

Liria ainda mandou um abraço para todos os amigos do Reviver. “Eu os amo muito e quero encontra-los assim que a vacina fazer o seu efeito e as coisas melhorarem”.

 

 

Conteúdo EXCLUSIVO para assinantes

Faça sua assinatura digital e tenha acesso ilimitado ao site.