Conecte-se conosco

Destaques

Nova Petrópolis: jornaleiro se fere no pescoço após enroscar em fio enquanto trabalhava

18/05/2020 - 09h29min

Atualizada em 18/05/2020 - 09h31min

Eduardo chegou a ficar em observação no Hospital Nova Petrópolis (Créditos: Arquivo pessoal)

Acidente foi na Rua Rubem Antônio Seibt, no Vila Germânia (Créditos: Arquivo pessoal)

Nova Petrópolis – O entregador do Diário em Nova Petrópolis, Eduardo Adalberto Botomé, 42 anos, ficou ferido no pescoço após ter sido atingido por acidente por um fio pendurado de um poste enquanto trabalhava, por volta das 5h30 de sexta-feira, 15. O fio em questão fica em uma esquina da Rua Rubem Antônio Seibt, no bairro Vila Germânia.

“Entrego os jornais há três anos de moto e nunca havia me acontecido isto. No dia anterior eu tinha passado ali e estava tudo normal”, disse ele à reportagem. Segundo Eduardo, ao ser atingido pelo fio, ele foi jogado para trás, caindo e perdendo o capacete que utilizava. A queda fez com que ele batesse a cabeça e a nuca na via, que é de bloquetos de concreto, e também ficasse ferido ali.

Havia neblina na região no momento do acidente. De acordo com Eduardo, ele ainda tentou levantar, mas se sentiu zonzo e caiu novamente. Ele afirma que seguiu trabalhando por pouco mais de uma hora, entregando a edição em mais residências para os assinantes, mas que começou a se sentir mal novamente, e precisou pedir auxílio. “Minha intenção era terminar o serviço”, disse.

Em observação no hospital

Ele entrou em contato com outra colega, que realizou o restante das entregas dos jornais. “Fui para o Hospital Nova Petrópolis, o médico me deu uma injeção e fiquei em observação até meio-dia”, contou Eduardo. Após receber alta clínica, o entregador foi para casa, na Linha Temerária, onde começou a ser tratado pela esposa.

“Ainda estou um pouco rouco, mas me sinto bem agora. Só tenho que agradecer a Deus”, afirmou ele. Segundo Eduardo, outro colega de entregas registrou em fotografias o fio caído logo após o acidente. Conforme as imagens, o cabeamento que causou o acidente seria de uma empresa de fibra óptica com atuação na Serra.