Conecte-se conosco

Notícias

Nova Petrópolis: nem quem solicitou o estacionamento rotativo foi informado da implementação

06/05/2020 - 10h38min

Um lado vazio e outro cheio, essa tem sido a rotina da rua João Leão

Nova Petrópolis – A implementação da rua João Leão na zona azul partiu de uma solicitação de um comerciante que estava tendo seu comércio afetado por não ter vagas aos seus clientes. Após um estudo por parte da Administração, 14 vagas foram colocadas na rua, porém, os moradores locais não foram informados, tampouco consta no site da Zona Azul, empresa responsável pelo rotativo.

O contraste visual mostra as diferenças para quem vive de um lado e de outro da rua João Leão, Centro do município. De um lado, sentido de quem vem pela rua Rui Barbosa, asfalto. No sentido contrário, usado por quem chega pela rua Jacobe Michaelsen Filho, o calçamento é feito com paralelepípedos. E a mais recente diferença entre os dois opostos é que, desde março, o lado de cima possui estacionamento rotativo, enquanto o lado de baixo não.

Agora, moradores da parte de cima, ou precisam fazer a volta e deixar seus veículos no sentido contrário, ou deixar onde há cobrança e pagar para deixar seu carro em frente a própria casa. Um dos moradores, já foi multado em duas oportunidades. Vale destacar, que há um canteiro que divide os dois sentidos da via e, somada a altura do muro com os arbustos, há pontos que superam os dois metros de altura, não sendo possível cuidar dos veículos que estão do outro lado. Dessa forma, os carros se acumulam na parte de baixo, em frente às residências dos outros moradores.

Comerciante não foi informado

Os proprietários do Café Colonial da rua João Leão confirmaram que fizeram o pedido para implementação à Prefeitura mas, segundo eles, as vagas foram adicionadas sem que fossem comunicados. “Sim, solicitamos, mas até o momento não tivemos um retorno da prefeitura”, disse um dos proprietários. O estacionamento rotativo no local foi implementado no dia 13 de março.

Do outro lado, um morador, que preferiu não se identificar, disse também que ninguém foi informado que a rua ganharia vagas pagas, porém, isso não o afetou diretamente. “O lado ruim é que aumentou o fluxo de trânsito aqui, mas não tenho problemas para estacionar, já que tenho garagem. Posso deixar o meu carro também na entrada da minha garagem, local que outros motoristas não podem. Faz parte do crescimento urbano do município”, comentou.