Conecte-se conosco

Notícias

Nova Petrópolis sofre com estiagem e espera investimento milionário da Corsan

07/05/2020 - 11h34min

Caminhões-pipa abastecem o município (Créd.: Francis Limberger)

Nova Petrópolis – A chuva no fim de fevereiro, que separou a estiagem da época com a vivida no momento, pode não ter sido tão boa assim para o município. Investimentos milionários tinham sido prometidos para solucionar o problema, mas com o enchimento da barragem, as obras parecem ter sido esquecidas.

Na ocasião, em sessão na Câmara do dia 10 de fevereiro, o gestor municipal da Corsan, Sadi Zimmermann respondeu aos questionamentos dos vereadores por mais de 40 minutos e anunciou um investimento de R$ 25 milhões para abertura de poços artesianos e uma adutora que levaria água dos poços e do Rio Caí diretamente até a Estação de Tratamento de Água (ETA) no Centro.

“Se solicitou um prazo de dois anos para conclusão e em três meses vai ser dado o início, tem questão de solicitações, é um projeto grandioso. É uma demanda antiga, a população sempre clamou que a Corsan fizesse as melhorias, ampliasse o sistema e felizmente agora já é uma realidade e em dois anos já vai estar abastecendo toda a cidade”, disse Zimmermann.

No dia seguinte, o prefeito Régis Hahn decretou situação de emergência por razão da estiagem, após dias seguidos de reunião entre prefeitura e Corsan. Menos de 10 dias depois, a chuva veio, o Arroio Santa Isabel, que abastece a barragem em São Jacó, encheu e o decreto foi revogado dia 21 de fevereiro.

Apontamentos da Administração

Antes disso, no dia 06 de fevereiro, o vice-prefeito Charles Paetzinger, juntamente com o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Lucas da Costa de Lima publicou um vídeo onde afirmavam que não havia previsão para falta de água, nem mesmo racionamento. “É de conhecimento de todos que estamos passando por uma das maiores estiagem da história do Rio Grande do Sul, e enfrentamos uma situação preocupante, pois os níveis de água da barragem da Corsan estão muito baixos”, disse Paetzinger.

Situação Tranquila

No início de março, Sadi Zimmermann afirmou que a situação era muito tranquila, pois a barragem estava extravasando e que, mesmo sem chuvas em março, o abastecimento estava garantido. “No momento que parar de derramar, vamos passar a usar os poços”, afirmou.