Conecte-se conosco

Notícias

Novo Hamburgo vai implantar Hospital de Campanha

22/04/2020 - 19h00min

Novo Hamburgo – A Prefeitura de Novo Hamburgo divulgou que irá implantar de um Hospital de Campanha nos pavilhões da Fenac para entrar em operação diante de um pico de contágio e possível superlotação das UTIs do Hospital Municipal e hospitais particulares.

“É um projeto consistente, bem planejado. Precisamos estar preparados para um eventual pico da pandemia. Prefiro pecar pelo excesso do que pela falta. Dizer que não vai acontecer em Novo Hamburgo e não fazer nada seria uma irresponsabilidade”, enfatiza a prefeita Fátima Daudt. Ela reforça a necessidade de um hospital de campanha destacando que, no caso de pico de contágio, os hospitais particulares terão seus próprios pacientes conveniados para atender, o que poderia esgotar suas capacidades e inviabilizar a rede pública de contar com eles.

“Nosso foco é estarmos preparados para um eventual pico de contágio e assim garantirmos vidas, apesar de não medirmos esforços na prevenção para que este pico não aconteça”, justifica a prefeita. Ainda no início do ano, quando houve suspeita de um caso em um hotel na cidade (mais tarde descartado por exames), o município se tornou um dos primeiros no Estado a treinar sua equipe de saúde para a Covid-19 e, na sequência, realizou capacitações em hotéis e restaurantes. Em março, mais uma vez, foi a primeira cidade a implantar seu Centro de Triagem, onde, desde então, já foram atendidos cerca de 600 hamburguenses com suspeitas do vírus. Além disso, separou uma ala clínica só para atender pacientes com Covid no Hospital Municipal e implantou um Centro de Convívio com 60 leitos no antigo Hotel Fenac para abrigar moradores de rua e moradores de lares de idosos com suspeitas de terem contraído o vírus e, portanto, necessitariam de isolamento.

O Hospital de Campanha contará com 50 leitos especiais para o recebimento dos pacientes, incluindo UTIs, se necessário. “Estamos realizando pesquisas de preço a fim de viabilizar a construção deste complexo”, explicou o secretário da Fazenda, Gilberto dos Reis. A Secretaria de Saúde e a Fundação de Saúde Pública estão elaborando um plano de aplicação dos R$ 5 milhões repassados pelo governo federal, além de R$ 200 mil da Câmara de Vereadores. Os recursos são exclusivos para serem usados no combate ao coronavírus.