Conecte-se conosco

Colunistas destaque

O Facebook, sem querer ou querendo, vai enganar muito candidato por aí

26/06/2020 - 09h12min

Por

Mauri Marcelo Toni Dandel

 

FACEBOOK

– Não, não, não! Tem enquete no Facebook até para medir a popularidade do goleiro Chila, se ele for candidato a vereador.

– Dias atrás tinha enquete para ver quem fazia mais votos para prefeito, e, do nada, tiraram do ar!

– O Facebook poderia tirar umas férias até a eleição, porque só vai dar dor de cabeça. Não vai ser fácil esta campanha!

– Ideia absurda? Ela é coerente, pois do contrário, vai ter muito candidato de primeira viagem se deixando enganar pelo “Face”.

– O Facebook bloqueia uma mensagem se achar que o conteúdo é “fake”. Por outro lado, o alcance das publicações do “Face” é “fake”. E, na campanha política, a rede social pode ser um “engana-trouxa”! Sabe por quê?

SOLA DE SAPATO

– As redes sociais vão enganar muitos candidatos. Os que querem ser enganados, na verdade! Em vez de gastar sola de sapato na rua para conversar com o eleitorado, vai ter candidato que vai postar algo e ficar por casa, achando que o FB fará o serviço de mostrar sua proposta a todos os seguidores. Ledo engano! Talvez poucos saibam, mas as postagens são mostradas somente para um número reduzido de pessoas da sua rede, talvez 10%. Ou nem isso!

– Duvida? Faça o teste. Publique algo e, dois dias depois, pergunte a 10 seguidores se eles viram. Aposto que 8 ou 9 dirão que não!

ÚLTIMA

– Aliás, na última campanha falamos para um candidato que estava empolgado com seus 5.000 amigos/seguidores: “O candidato mais votado será o fulano, tu vai ficar em terceiro ou quarto lugar”. Bingo! De nada adiantou ele postar suas propostas no Facebook, porque pouca gente viu. Poucos receberam a notificação e, destes, 80% nem perdeu tempo. Por outro simples motivo: em campanha política, o bombardeiro na rede social é tanto quanto nas caixinhas de correio, que ficam abarrotadas de santinhos.

– Então, se isso não é “fake”, enganar um candidato é o que? Claro que serão enganados os que querem ser enganados!

– Nada substitui gastar sola de sapato, “santinho” entregue nas mãos, propostas, coerência, sinceridade, simplicidade, uma e outra plaquinha e por aí vai…

– Aí você deve estar pensando que estamos querendo apenas vender “santinho em jornal”. Se pensou, se enganou, pois nem citamos anuncio em jornal acima. Mas vale uma aposta: é mais garantido que seu santinho chegará a mais gente se estiver no jornal ou entregue na mão das pessoas, do que largado no “Face” ou em uma caixinha de correio lotada!

– Então, fica o espaço aberto ao Facebook para explicar seu logaritmo de funcionamento, afinal, até a eleição serão cinco meses! Recorte e guarde esta coluna, falaremos dela em novembro!

A PROPÓSITO

– A propósito, a rede social foi ferramenta importante nas eleições. Obama e Marcel usaram o “Face”,  Trump usou o Twitter e Bolsonaro, o Whats. E não estamos falando em publicidade paga! O  que eles fizeram é bem diferente de postar uma foto qualquer e esperar sentado! Há um código por trás, há um segredo que poucos conhecem…

– Recebi esta: “só quero ver a cara dos gafanhotos quando chegarem aqui e descobrirem que o PT, PSDB e determinados partidos já chegaram na frente e devastaram tudo”!

– E outra: “pandemia chinesa, terremoto mexicano, gafanhoto paraguaio… Não vejo a hora do Brasil soltar seus políticos planeta afora, aí o mundo vai ver o que é praga de verdade”.

– A mensagem positiva do dia, do escritor Mark Twain: “Daqui a 20 anos você estará mais arrependido das coisas que fez, que das coisas que não fez. Então, solte as amarras, afaste-se do porto seguro, deixe o vento empurrar suas velas. Explore. Sonhe. Descubra”.