Conecte-se conosco

Notícias

Para promotor de Ivoti, Bolsonaro não está compromissado no combate à criminalidade e à corrupção

25/04/2020 - 11h45min

Atualizada em 27/04/2020 - 18h42min

Região – A saída do ex-ministro da Justiça Sério Moro do governo Bolsonaro também refletiu na Encosta da Serra. Contatado pela reportagem, promotores comentaram sobre a decisão do ex-juiz da Lava Jata de pedir demissão da pasta da Justiça e Segurança Pública.

Conforme o promotor de Ivoti, Charles Emil Machado Martins, a saída de Moro é uma mostra que o Governo Bolsonaro não estaria compromissado no combate à criminalidade e à corrupção. “A Nação Brasileira foi vítima de um estelionato eleitoral. A maioria dos brasileiros votaram no Bolsonaro por conta de seu discurso de combate ao crime, à corrupção, quando na realidade dos fatos, devido ao seu entorno familiar, não há efetivamente este compromisso”, destacou.

A reportagem do Diário também entrou em contato com os promotores de Dois Irmãos e de Estância Velha. Wilson Grezzana, responsável pela comarca de Dois Irmãos, afirmou que prefere não se manifestar publicamente sobre questões de natureza política. Já o promotor de Estância Velha, Bruno Carpes, não respondeu ao contato feito pela reportagem.