Conecte-se conosco

Notícias

Paróquia de Morro Reuter abre inscrições para missas presenciais

24/04/2020 - 07h41min

Atualizada em 24/04/2020 - 08h15min

(foto: Paroquia Imaculada Conceição/Facebook/Divulgação)

Morro Reuter – Em razão da pandemia, a Paróquia Imaculada Conceição está com inscrições abertas para missas presencias na Igreja Matriz. Os encontros duram cerca de 40 minutos e a capacidade de público é de 30 pessoas, mas com o tempo serão 50, depois 100. O pároco César Worst destaca que na semana passada as vagas foram preenchidas logo após serem disponibilizadas. A orientação é que pessoas dos grupos de risco permaneçam em suas casas e acompanhem as celebrações pela internet. Também é recomendado o uso de máscaras, álcool em gel (na entrada e na saída) e que respeitem as marcações feitas nos bancos para manter o distanciamento entre pessoas. As missas acontecem aos sábados às 16h, 18h e 19h30 e domingos às 7h, 9h, 11h, 16h e 19h (transmissão online). Os interessados podem se inscrever pelo (51) 3569-1266.

Trator tomba e homem fica ferido em Morro Reuter

“Precisamos usar a criatividade”

Ana Cláudia Utzig, moradora de Picada São Paulo, é uma das pessoas que tomou a iniciativa e apoiou a ideia do Pe. César. “Estamos passando por um momento bastante conturbado, e eu acredito que a iniciativa do Padre César de realizar a Santa Missa em nossa Paróquia foi um ato de amor para com a comunidade e fiéis, mesmo que com o público reduzido e através de agendamentos. Diante de tantos desafios, precisamos usar a criatividade, e essa atitude contribui para que possamos novamente ter a oportunidade de nos encontrar com o Cristo vivo, e seguir nossos dias com a alma renovada. Para mim, poder participar da Santa Missa, ouvir as palavras de nosso pároco e receber o alimento Sagrado é completar o meu ser e fortalecer a minha alma. Espero que esta atitude abrace ainda mais pessoas, e que todos possam ter o privilégio deste encontro com Deus”.

Como pedir ajuda e como apoiar quem precisa de alimentos em Dois Irmãos


Ana Cláudia Utzig, moradora de Picada São Paulo. (foto: Arquivo pessoal)