Conecte-se conosco

Notícias

Pesquisa aponta que 1 em cada 5 brasileiros já teve sua identidade roubada online

28/05/2020 - 10h41min

(Divulgação)

Você já teve sua identidade roubada na internet? Uma pesquisa da PSafe realizada em maio de 2019 revelou que 1 em cada 5 brasileiros já foi vítimas desse tipo de crime virtual, com 18,6% dos entrevistados declarando que já tiveram suas informações pessoais utilizadas por alguém na tentativa de roubar sua identidade, e 21% dizendo já terem sido hackeados alguma vez.

E não para por aí! Quando perguntados quais informações pessoais já tinham sido utilizadas sem permissão, o número de telefone é o campeão, com 51,3%, seguido pelas redes sociais (44,3%), credenciais de e-mail (37,1%) e até mesmo o CPF (26%).

Todo cuidado é pouco!

É certo que os maiores culpados por tudo isso são os próprios hackers, que agem de má fé para confundir ou enganar o internauta a fim de se aproveitar de uma informação sigilosa. Entretanto, esse número poderia ser bem menor caso as pessoas fossem melhor educadas sobre uma utilização segura dos meios de comunicação digitais.

O aparecimento e a popularização da Internet ao longo dos últimos anos é, sem dúvidas uma das grandes mudanças sociais introduzidas pelo século XXI. Quem poderia imaginar, há 50 anos, que um texto como esse estaria sendo reproduzido em uma tela como essa, e que as informações viajariam milhares de quilômetros de distância em frações de segundo, como acontece hoje? Porém, nesse mundo hiperconectado, online e offline se confundem, e muitas vezes podemos estar compartilhando dados sensíveis ou abrindo brechas para um har sem perceber.

Portanto, aí vão algumas dicas de segurança essenciais para que você não venha a ser mais uma vítima de crimes cibernéticos:

Não salve suas senhas

Por mais que a preguiça às vezes fale mais alto e você se veja tentado a salvar as senhas que utiliza, nunca faça isso. Além de você estar vulnerável caso seu computador ou celular seja acessado por outra pessoa, caso um hacker consiga invadir seu dispositivo ele pode facilmente ter acesso às suas senhas salvas sem que você possa sequer desconfiar.

Acesse a sites seguros

No que diz respeito a sites de entretenimento, há que ter uma maior precaução. Isso porque, todos nós em algum momento já jogamos ou fizemos compras online. Tome muito cuidado com os golpes e enganações relacionados a pagamentos e depósitos, seja em sites de e-commerce ou em sites de jogos que envolvem dinheiro, como poker e cassino, por exemplo. Existem sites seguros com os melhores bônus de poker online, legítimos e confiáveis, da mesma maneira que existem lojas online seguras. Certifique-se que o link é HTTPS e tem certificado SSL da GOOGLE e avalie sempre a opinião e reviews de outros usuários.

Não instale programas suspeitos

Partindo da premissa que você tem um antivírus instalado em seu computador, nunca instale programas que disparem qualquer alerta nele. Além disso, tome cuidado com os softwares gratuitos que você baixa por aí, pois muitos deles incluem malwares ou adwares que não apenas comprometem sua segurança, como também o desempenho do computador.

Verifique o remetente dos e-mails

Sempre que você receber um e-mail, confira qual é o endereço do remetente. Isso porque a maioria dos golpes são feitos através de remetentes suspeitos. Por exemplo, se você recebeu um e-mail do banco pedindo que você clique em um link ou solicitando informações pessoais, você pode encontrar no próprio remetente uma pista para saber se aquele e-mail é ou não legítimo.

Use senhas difíceis de descobrir

Essa dica é a mais simples, porém uma das mais essenciais de todas. Seja a senha do banco ou sua senha do Facebook, certifique-se de escolher uma combinação de letras e números difícil e complicada o suficiente para que ninguém seja capaz de descobrir. Uma boa senha mistura letras maiúsculas e minúsculas, números e por vezes até mesmo alguns caracteres especiais. Nunca use datas nem palavras óbvias, essa é a causa de muitas invasões de conta indesejadas!